Servidores dos Correios irão cobrir rombo do Postalis.

By // Nenhum comentário:
Servidores dos Correios irão cobrir rombo do Postalis.

Vivemos uma época em que só temos notícias ruins. Os servidores dos Correios devem estar profundamente decepcionados com o atual governo, pois além de não terem aumentos salariais que reponham as perdas causadas pela inflação ainda terão que destinar parte dos seus vencimentos para cobrir rombo no fundo de pensão Postalis.

Servidores dos Correios irão cobrir rombo do Postalis.

Pelo visto não serão só os servidores dos Correios que serão chamados a cobrir os prejuízos causados pelos desmandos nos fundos de pensão, pois os outros grandes também estão com enormes prejuízos.

Servidores dos Correios irão cobrir rombo do Postalis.


Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

Como Empobrecer a População e Enriquecer os Bancos.

By // Nenhum comentário:
Como empobrecer a população e enriquecer os bancos

O Governo Federal vem tomando medidas que tornam os cidadãos cada dia mais pobres, porém o discurso é que nunca houve na história desse país um governo que tenha tirado mais gente da miséria.

Antes da era PT no Governo Federal a população aposentada vivia com um salário-mínimo que recebia a título de aposentadoria ou pensão. Para que os bancos aumentassem seus lucros foi criado o sistema de consignação que levou os aposentados e pensionistas a entregarem 30% da sua renda. Um grande contingente de idosos, na sua maioria, passou a viver com um valor correspondente a 70% do salário-mínimo.

O dinheiro emprestado pelos bancos evaporou-se nas mãos dos aposentados e pensionistas, não houve nenhum tipo de investimento que lhes proporcionasse alguma melhoria de vida. Com o aperto da renda, causado pelas prestações dos empréstimos, criou-se um círculo em que os contratos são reformados sempre que o salário-mínimo é aumentado e as parcelas são lançadas para o futuro.

Agora o Governo emitiu a Medida Provisória 719 em que autoriza os bancos a emprestarem um valor correspondente a 10% do saldo do FGTS que o trabalhador tiver. Caso ocorra a rescisão do contrato de trabalho sem justa causa o banco poderá pegar esse valor e mais o que for preciso até o limite da multa rescisória de 40%. Com essa medida mais um grande contingente de trabalhadores vai pegar empréstimo, gastar, e quando for demitido, probabilidade maior a cada dia, terá um valor menor a receber do FGTS, que deveria ser usado para sobreviver durante o tempo que ficasse sem emprego.

O Governo estima em 17 bilhões o valor que os bancos irão emprestar nessa nova modalidade. Esse tipo de empréstimos proporciona ganhos enormes aos bancos, pois o risco é mínimo e a taxa cobrada é sempre muito alta. A situação econômica do País vai ficar precária durante muitos anos e os governos futuros terão muito trabalho para reverter essa situação.

Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

As Palavras e a Capacidade de Escrever.

By // Nenhum comentário:
As palavras e a capacidade de escrever.

As palavras estão à disposição de todas as pessoas, é só consultar o dicionário e teremos o significado de cada uma. Mas isso não é suficiente para tornar qualquer pessoa um escritor. Para escrever é preciso antes muita leitura. Veja abaixo o artigo escrito por Paulo Sant’ana, colunista do jornal Zero Hora, sobre a arte de escrever.

A arte de escrever

Existem os que escrevem sem alma. E existem os que escrevem sem conteúdo. Conheço alguns autores (livros) que não conseguem ser lidos em duas páginas por seus leitores. O leitor lê algumas linhas e satura-se.

Tirei recentemente uma semana de férias e tive ocasião, portanto, de ler todos os jornais do país. Vi algumas colunas de jornal que são escritas há anos, todos os dias, e incrivelmente não são lidas por ninguém. Se eu fosse um desses jejunos de leitura, se ninguém lesse minha coluna, eu teria sido demitido no terceiro mês de trabalho. Pois há alguns que escrevem por décadas sem serem lidos.

Agora, os meus leitores vão ficar estarrecidos: há outros escritores e jornalistas que escrevem muito bem, têm estilos faiscantes, mas seus textos carecem de qualquer importância porque não possuem substancialidade, conteúdo. Conheço gente velha de tanto escrever que nunca teve sequer uma frase recordada por seus leitores. O sujeito escreve anos a fio e nunca desenvolveu sequer uma ideia; sempre seus textos são insossos, descerebrados, anestésicos, de uma frivolidade anencéfala.

E é impressionante a facilidade que esses pseudoescritores ou jornalistas têm para escrever. Aliás, eu sempre desconfiei das pessoas que escrevem por empreitada. Escrevem tanto, que nem têm tempo de pensar.

E para escrever bem é preciso pensar bem. A maioria dos textos que leio (tento ler) não contém raciocínios. A pessoa vai escrevendo ao sabor dos ventos, sem queimar nenhum dos seus neurônios, escreve como se estivesse andando de bicicleta ou comendo gemada, sem ligação nenhuma entre seu texto e a racionalidade construtiva.

Há centenas de medíocres entre as celebridades. Assim como há, justiça a eles seja feita, milhares de anônimos que nunca alcançarão a celebridade de tantos medíocres.

Já comigo se dá o seguinte: só leio quem tem graça no texto, quem discorre o humor fácil. Só leio quem pensa e quem por isso me ajuda a também pensar. Há burros que escrevem lindamente, cuidado com eles. Assim como há inteligentes que não sabem escrever, tenho pena deles, são como os mudos que não conseguem exprimir no momento exato da conversa a sua ideia rutilante.

Escrever não é para qualquer um, nem para determinados grandes jornalistas ou escritores.
Popular Posts