A Importância do aprendizado.

By
A Importância do aprendizado
Li, na revista Saúde, que nosso cérebro pode ser fortalecido com boa alimentação e também com o aprendizado. Temos que procurar exercitar o cérebro por meio de leitura, resolução de problemas matemáticos e até usar o mouse com a mão esquerda ajuda.

Foi constatado cientificamente que o cérebro constantemente exercitado tem menor probabilidade de vir a ter doenças degenerativas quando estivermos com mais idade.

Há um tempo ouvi uma colega de trabalho dizendo que não queria aprender mais nada e ela tem idade equivalente a minha, argumentei que aprender é bom para a saúde, mas ela não levou a sério.

A maioria das pessoas acha que quando se aposentar não vai mais precisar aprender nada, só que a vida é um eterno aprendizado, todos os dias tomamos conhecimento de alguma coisa nova. Eu pretendo estudar outra faculdade, para ter o que fazer depois de aposentado. Quero me manter ativo. Se for para ter boa saúde quero trabalhar sempre e aprender todos os dias.

Eu e meus filhos trocamos os truques que aprendemos para melhorar nossos blogs, o que eles descobrem me passam e eu passo aquilo que vou descobrindo. E , assim, todos os dias mudamos alguma coisa no blog para que fique mais bonito e interessante.

Atualizei este artigo e estou publicando novamente, pois acredito que é sempre bom chamar a atenção para a importância do aprendizado. Aprender sempre faz bem a saúde.


14 comentários:

  1. SAUDAÇÕES!
    AMIGO CATARINO,
    Seu texto registra uma grande verdade, razão de concordar plenamente com você, e ainda vou mais além. Penso que estamos fadados a ser eternos aprendizes até a transição...Tudo o que aprendemos e passamos aos familiares e amigos faz bem ao espírito e conforta a alma.
    Parabéns pelo excelente Post!
    LISON.

    ResponderExcluir
  2. É um alívio saber que sempre podemos aumentar a inteligência. Particularmente gosto de exercitar, então já é um bom sinal.
    O mouse com a mão esquerda me lembra do que li recentemente, parece que se olharmos o relógio no espelho, ao contrário, também é de grande ajuda para nossa cabecinha, :D

    Pois é, espero ver um webdesigner brasileiro com um template para o Blogger em breve.

    ResponderExcluir
  3. Ah, imagina foi aqui que vi. Widget muito prático, o Twitter e seus afilidados são ótimos.

    Uma ótima tarde.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Catarino!

    Gostei do seu texto! O problema que vc descreveu é que as pessoas tratam o conhecimento como uma orbigação, não como prazer. A educação virou apenas um diploma ou uma boa nota na escola. A educação é mais do que isso. É dignidade e respeito a si próprio e aos outros, acima de tudo!

    Abraço,

    http://cafecomnoticias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Catarino,

    Vou iniciar o comentário com um fragmento de texto da atual apresentação de meu blog :

    "... a aprendizagem é um processo natural, logo, espontâneo..."

    Aqueles que têm a vontade de estar sempre aprendendo, seja fixando-se em estudos e/ou ficando receptivo às lições da vida, tende a aprender muito mais do que aquele que diz não ter interesse em aprender. Mas este último não deixa de aprender pela falta de vontade, ele aprende menos do que o primeiro e aprende recebendo alguns "esbarrões" da vida (forma nada interessante de aprender).

    Gostei muito, mesmo, do post, pois de uma forma descontraída, você forneceu informações importantes e capazes de despertar a atenção daqueles que ainda não reconhecem a importância da aprendizagem para termos momentos mais felizes na vida, momentos estes que são mais duradouros, que não são efêmeros.

    Um forte abraço.

    Nelson

    ResponderExcluir
  6. Aprender é para mim uma das coisas mais importantes,é mesmo uma necessidade.

    A sua abordagem é muito interessante.
    A aposentação não ser vista como uma paragem.
    Parar é morrer, recusar-se a aprender é morrer lentamente.

    abraços
    Emilia

    ResponderExcluir
  7. É muito importante para o cérebro a aprendizagem constante, exercícios cerebrais para exercitar os neurônios e, assim, estabelecer novas conexões cerebrais. Assistir uma reportagem sobre alzheimer que recomendava a alguns pacientes aprenderem coisas novas para obterem uma qualidade de vida melhor.

    "A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede." Carlos Drummond de Andrade

    ResponderExcluir
  8. ötimo texto Catarino, é isso aí, a aprendizagem é algo que devemos exercitar vida afora, cada dia que passa devemos encarar novos desafios e nos reciclarmos sempre.
    Abraços,
    Janeisa

    ResponderExcluir
  9. Vivendo e aprendendo...Já que falaste em dar aulas; estou tendo uma experiência nessa área ultimamente. Estou dando aula em um curso profissionalizante e, depois de terminar a primeira turma, como experiência, não tive dúvidas e já estou com a segunda. É algo muito gratificante você poder passar seus conhecimentos aos mais jovens.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Isto é fato, sem treinamento, nosso cérebro vai atrofiando e perdendo suas conexões.

    Quanto mais interagirmos e fizermos ele funcionar, tanto maior será nossa predisposição para continuar com ele saudável.

    Abraço

    Geraldo

    ResponderExcluir
  11. Acho um ledo engano querer parar de aprender. A idade nada tem a ver, pois o cérebro tem de ser forçado a trabalhar sempre. Isso que você postou é cientificamente comprovado, portanto, vamos dar trabalho aos nossos neurônios, pois eles não gastam. E uma bom alimentação, de fato melhora as funções cerebrais. Abraços

    ResponderExcluir
  12. É complicado falar no assunto, devido a profundidade do mesmo, nem teria espaço para isso, mas a expressão popular "morro e não vejo tudo" entre outras, nada mais é que a conotação de que a vida é um aprendizado eterno e diário.Ler livros é fundamental, mas outras atividades também auxiliam nosso cérebro a não ficar sedentário, pois o corpo, aí, também padece.Suas colocações foram ótimas nesse post.
    Abração.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Catarino! É verdade, o cérebro deve ser exercitado de forma contínua. Quanto mais usado, mais apto a novos conhecimentos ele estará.
    O mesmo vale para a memória, que também pode ser exercitada todos os dias. E quanto mais trabalhada, mais ela se desenvolve. Exercícios simples podem ser feitos todos os dias para alimentar a memória e o cérebro.
    Este artigo dá dez dicas de como melhorar a memória:
    http://saude.hsw.uol.com.br/10-maneiras-de-melhorar-a-memoria.htm
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Olá Catarino,

    Mais um post muito interessante. Acho super importante o aprendizado contínuo, pois é mais que necessário num mundo globalizado.

    Além disso, isso nos ajudará a evitar doenças as quais pessoas idosas estão mais suceptíveis.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts