Use o vocábulo história e não estória.

By
Use o vocábulo história e não estória.
Eu uso somente a palavra história para se referir a qualquer tipo de texto escrito, mas já vi que ainda existem pessoas que usam a palavra estória para se referir a textos escritos por qualquer pessoa e história somente para textos científicos ou que se referem a fatos comprovadamente históricos.

Eu lembrava que o termo estória não era mais usado, por isso resolvi pesquisar sobre o vocábulo e encontrei o seguinte:

Segundo o dicionário Aurélio a palavra estória é:Substantivo feminino. 1. V. história. Recomenda-se apenas a grafia história, tanto no sentido de ciência histórica, quanto no de narrativa de ficção, conto popular, e demais acepções.

A
Wikipédia diz o seguinte sobre o termo:
Estória é um neologismo proposto por João Ribeiro (membro da Academia Brasileira de Letras) em 1919, para designar, no campo do folclore, a narrativa popular, o conto tradicional.

Alguns consideram o termo arcaico, por ser encontrado também em textos antigos, quando a grafia da palavra na língua portuguesa ainda não fora consolidada.

O termo acabou por não ter uma aceitação generalizada, não figurando nos dicionários portugueses e apenas em alguns brasileiros. Apesar de ter sido usada na linguagem coloquial, o termo nunca figurou na norma culta.

Por isso o termo estória deve ser evitado quando escrevemos nossos textos.

Resolvi escrever este pequeno artigo para alertar os blogueiros e colaborar na melhora dos textos escritos em nosso meio.

15 comentários:

  1. Lembro que quando estava na quarta-série (tenho 22 anos, não sou nenhuma dinossaura...), minha professora ensinou a gente a escrever "estória" para quando a história fosse inventada.

    Usei o termo por algum tempo na minha infância, mas depois que percebi que não era utilizado por nenhum dos autores que eu admirava, parei de usar.

    De toda forma, discordo que seja incorreto utilizar o termo.

    Primeiro, porque as pessoas entendem o que queremos dizer.

    Segundo, existem pessoas mais velhas que até hoje escrevem "cousas", "doirado", "facto" e nem por isso estão erradas.

    Terceiro, acho difícil acompanhar sempre as mudanças da língua. Por exemplo, segundo as últimas alterações na língua portuguesa, acredito que todos nós escrevemos fora da nova norma. Ou você conhece alguém que escreve anti-semita sem hífen ou que escreve vôo sem o acento circunflexo?

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u321373.shtml

    ResponderExcluir
  2. Pelo que eu entendi, e você diz que nenhum autor usa o termo, a recomendação do dicionário Aurélio é que deve ser evitada por não ter sido aceita pela linguagem culta, mas não está errado quem usa. Apenas não é um termo elegante.

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Catarino.

    De facto, já encontrei uma ou outra vez esta maneira de escrever.
    Mas é como diz, esta estória só tem uma historia.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Catarino, veja esta definição

    (es.tó.ri:a)

    sf.
      1 Bras. Ver história (3) [A palavra foi proposta para designar narrativa de ficção, mas a forma preferencial é história.]

    Pelo que vi não é errado, somente é preferencial a outra forma. Eu sempre usei estória para ficção e história para fatos.
    Mas vendo que posso usar o mesmo termo para tudo, passarei a usar.

    Valeu pela dica

    ResponderExcluir
  5. bah. Mas quanta história, pra se contar estória... rs srsrrsrsr

    Abraços




    meus blogs:
    davintedigital.blogspot.com
    pleberudeeignara.blogspot.com
    condominiopaulista.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Pois é meu amigo Catarino, até dias atrás fazia uso deste vocábulo, mas agora com este post não mais incorrerei neste erro.
    "Estou cada vez mais convencido de que" é lendo blog que se aprende.
    Obrigado amigo, pela informação.
    Saúde e sucesso!
    Moura
    http://meioambiente.blogomoura.com

    ResponderExcluir
  7. Catarino, cada dia o provérbio se confirma:é vivendo que se aprende. Eu tbm sempre usei estória para contos, fatos fictícios, como foi me ensinado na escola (faz tanto tempo...) agora só vou usar história. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Ola Catarino.
    Quis vir aqui agradecer-te pessoalmente pelo comentario ao meu Guest Post no FR.

    É bom saber que podemos contar com outros colegas e amigos destas "andanças" .

    Também é igualmente gratificante agradecer e ajudar na manutenção e promoção dos blogues dos outros bem como do nosso blogue e de todos os que contribuem para a evolução do mesmo.

    Acho que a interacção entre bloggeiros ainda não está como deveria estar, no entanto já se vê algumas mentalidades a mudar e começa a ver-se os primeiros sinais de entre-ajuda entre colegas da profissão, o que a meu ver, só pode trazer coisas boas.

    Além disso, gosto de contribuir para a “comunidade” e adoro ver esse espirito de entre-ajuda entre nós, colegas.

    Votos de sucesso para ti e para o teu blog. Um grande abraço colega e amigo.

    Artur,

    ResponderExcluir
  9. Ahhh, esta lingua portuguesa (brasileira) é de dar nó em pingo d'água.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Eu também lembrava da minha professora ensinando que estória não estava errado, mas quase nunca usei a palavra assim, na primeira vez que usei falaram que eu tava doida, que não existia estória, só história, e como eu não lembrava qdo usava o que, nem pude me defender! rs.. pelo menos agora eu posso me arriscar, mas só por arriscar mesmo né, já que o mais certo a ser usado é história. Até mais Catarino.

    ResponderExcluir
  11. Catarino

    Eu tambem usava o vocabulo estoria para fatos de ficçao e Historia para fatos reais. Nao sabia que poderia usar historia para todos os fatos. Aprendi isso na escola! Muito legal a sua dica.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Com essa história toda, vamos ter que voltar à escola para aprender tudo sobre essa tal reforma ortográfica. Senão vamos pagar mico quando ensinarmos nossos filhos que vôo tem acento circunflexo!

    Atenção: O pessoal da antiga que for prestar concurso tem que tomar cuidado com as pegadinhas com a antiga e a nova gramática. Com certeza eles vão usar isso!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a aula!
    Nada como ter uma explicação simples e direta para vocabulários que tanto usamos e que de repente é errado!
    Parabéns pelo texto!
    Bjos,
    Luka

    ResponderExcluir
  14. Foi muito esclarecedora essa informação sobre "estória/história". Estava no meio da introdução do meu livro quando atinei para a verdade sobre esses vocábulos. Vou ficar com "história", apesar de ir contra o que aprendei com minha professora de infância...
    vlw.

    ResponderExcluir
  15. Alessandra
    Muito obrigado. O mais elegante é usar história.
    Sucesso no seu livro.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts