Minha infância e o dia das crianças na blogosfera.

By
Pandorga brinquedo da minha infãncia

O Blog Cogumelo Louco teve a idéia de criar uma blogagem coletiva no dia das crianças. Nesse dia temos que fazer uma postagem contando alguma coisa interessante que tenha acontecido em nossa infância.

Gostei muito desta iniciativa, pois as crianças são muito importantes para todos nós e merecem todas as homenagens nesse dia.

Eu nasci na cidade denominada Cacequi aqui no estado do Rio Grande do Sul. Naquele tempo as crianças brincavam com os elementos da natureza, não havia muitas oportunidades de aquisição de brinquedos industrializados, pelos menos para as famílias com menor poder aquisitivo.

Dentre esses brinquedos em um deles eu era especialista. Fazia e soltava pandorgas, também conhecidas por pipa. Meu pai me ensinou as técnicas para estabelecer as medidas proporcionais para que a pandorga subisse muito mesmo com pouco vento.


Os meninos dos vizinhos traziam os materiais para eu fazer a pandorga. Isso era muito bom, pois a fabricação era um grande divertimento, além de me tornar popular na vizinhança.

Minhas pandorgas eram muito coloridas e com itens acessórios, tais como roncador. Roncador era um sistema que fazia com que a pandorga emitisse sons quando era puxada pelo fio.

Lembro que o ato de fazer e soltar pandorgas eram cheio de regras e havia encontro de muitos meninos e até pais para ver quem conseguia mandar sua pandorga o mais alto possível.

Naquele tempo não havia a grande variedade de brinquedos que existem hoje em dia, mas havia menos egoísmo. As crianças estudavam e brincavam mesmo os bem pobres não trabalhavam como hoje ocorre nas cidades. O trabalho que se fazia também era considerado uma brincadeira. Tínhamos nossas tarefas em casa, fazer a limpeza do pátio, recolher lenha, colher frutos e outras pequenas tarefas que eram feitas para ajudar as mães e não se considerava trabalho, pois não havia nenhum tipo de retribuição. Era uma obrigação para com a família.

Hoje as crianças pobres sofrem muito mais, têm dificuldades para estudar, por falta de material, alimentação e roupas e também porque precisam trabalhar para ganhar dinheiro. Com isso quase não brincam, pois até as pandorgas são compradas e feitas por indústrias e padronizadas. A beleza de fazer sua própria pandorga é um prazer que não existe mais.

Eu tive uma infância muito feliz, mesmo sendo de família pobre. Naquele tempo não tínhamos consciência de situação econômica, pois o que precisávamos era só tirar da natureza.

Veja reportagem sobre pandorgas no Diário de Santa Maria.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.

8 comentários:

  1. Bom dia. Catarino!
    Sua história se parece com a minha. Enquanto meu irmão fazia as pandorgas, nós brincávamos de vendinha usando pedras e areia. Hoje os filhos preferem somente coisas industrializadas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Catarino,
    É muito lembrar dos tempos de criança, de poder brincar sem se preocupar, de não se importar se somos ricos ou pobres, pois o que precisamos é o amor da família e os amigos. Também tive a sorte de ter uma infância muito boa, apesar da minha família não ter podido me dar coisas materiais, me deram o mais importante que é o amor.
    Parabéns pelo artigo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Ah, que saudade que eu tenho
    Da aurora da minha vida
    Da minha infância querida
    Que os anos não trazem mais.

    Esses versos, do poeta Casemiro de Abreu, podem perfeitamente emoldurar seu belo texto.

    Abs

    ResponderExcluir
  4. Bons tempos aqueles em que brincávamos de bolinha de gude, papagaio ou pipa aqui em São Paulo,pega-pega, esconde-esconde, e é claro, futebol no campinho.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Cato, amigão, antes de mais nada, parabéns pelo post que me levou direto para a minha infância querida tb, como num túnel do tempo.
    Agora, fiquei curiosa com o tal do roncador. Como era feito esse instrumento e como conseguia emitir barulho na pandorga? Vê-se logo a minha pouca intimidade com as pipas, como dizemos aqui em Sampa.
    Beijo carinhoso para vc!

    ResponderExcluir
  6. Olá amigo Catarino, muito bom saber que teve uma infância feliz.
    Pois é amigo, eu também fiquei sabendo da blogagem coletiva, mas estes dias foram bastante corridos, tenho 2 lindas crianças e precisei dar atenção especial pra elas, afinal elas merecem.
    Tive uma infância muito boa quanto ao carinho e amor de meus pais e irmãos, éramos, aliás somos muito unidos, no entanto foi complicada quanto à questão sócio-econômica-cultural.
    Lembro-me que aos 5 anos já tinha que trabalhar na roça (lavrando-a para plantação/colheita - Bahia).
    Mesmo quando chegamos em SP, passamos muita necessidade (não tínhamos o que comer) só tínhamos uma refeição ao dia, e isso se deu por um período de 8 meses, até meu pai ter um emprego razoável.
    Lembro que tínhamos que criar nossos próprios brinquedos, e quando chegou a época de bolinhas de gude eu era especialista, guanhava todas, eu acertava a bolinha a uma distância de 4 metros.
    Por enquanto é só.
    Saúde, paz e sucesso!
    Um grande abraço,
    Moura

    ResponderExcluir
  7. Catarino,

    A melhor época da nossa vida é quando somos crianças felizes.
    Quando há tempo para brincar e estar com os amigos,quando temos espaço para sentir a liberdade,quando a vida é pura magia para descobrir e quando nada preocupa-nos a não ser Viver plenamente.

    Estes anos são os melhores de todos,talvez porque a Inocência esteja actuante,vibrante e intacta...

    Abraço amigo,
    joao

    ResponderExcluir
  8. Catarino, como é bom lembrar do meu tempo de criança!

    No meu tempo de criança as brincadeiras eram de pique pega, pique esconde, bola, pipa, pular corda, carrinho de rolimã, bicicleta, brincadeiras saudáveis e com muitas crianças juntas.

    Tenho pena quando vejo crianças agarradas a um computador ou vídeo game o dia todo.

    Aqui em casa brincadeiras no computador ou vídeo game são limitadas.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts