O péssimo estado das calçadas de Santa Maria.

By
calçadas em péssimo estado em santa maria rsAs calçadas, ou passeio público, de Santa Maria estão em péssimo estado de conservação. Agora que um novo Prefeito foi eleito espero que dê atenção a esse importante problema.
As calçadas dificultam o trânsito das pessoas, pois estão em desníveis e também em muitos lugares todas quebradas. Bem em frente a Prefeitura está faltando lajotas e nos dias de chuva molha-se mais do que o necessário, pois caímos em buracos que coberto pela água são verdadeiras armadilhas.
Essas dificuldades são sentidas pelas pessoas que têm todos os sentidos em perfeito funcionamento, imagina os deficientes visuais e os que dependem de cadeira de rodas para se locomover.

O desnível das calçadas torna o ato de caminhar dos deficientes visuais uma aventura e os buracos são desafios intransponíveis. Tenho um colega de trabalho que é deficiente visual e me disse que é muito difícil caminhar pela cidade devido ao estado precário dos passeios públicos.
Já os cadeirantes não conseguem acesso a muitos lugares, pois não há rampas de acesso e andar pela cidade também é um enorme sacrifício e um desgaste que não deveria existir.
Tomara que o novo Prefeito olhe para esse problema e acione os fiscais para cobrar dos proprietários que arrumem suas calçadas e os prédios façam acessos para facilitar a vida dos que dependem de condições físicas para melhor se locomoverem.
Outro fato que depende da ação da Prefeitura é exigir dos prédios que serão construídos que incluam acesso facilitado às pessoas com necessidade especiais. No prédio que moro não há como dar acesso a um cadeirante, pois a entrada se dá por meio de alguns lances de escada. Isso se repete na maioria dos prédios e por isso as pessoas que dependem de cadeiras de rodas para se locomover têm muita dificuldade para escolher um apto para morar. Sempre precisam de uma equipe para chegar e sair de casa.
Tenho uma colega de trabalho que é cadeirante e ela não consegue participar de reuniões de trabalho e nem de cursos, pois no prédio não há elevadores e a sala de conferências fica no segundo andar. Para conseguir chegar à sala passaria por um constrangimento fora do normal. Claro que os acessos internos não dependem da Prefeitura, o que eu sugiro é que nos projetos novos seja exigido a colocação de rampas e outras facilidades para melhorar a vida das pessoas com necessidades especiais.
Veja este artigo publicado no Diário de Santa Maria.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.

6 comentários:

  1. Olá Catarino!

    Aqui na cidade de Magé/RJ temos os mesmos problemas que você relatou e também a ocupação irregular das calçadas pelos lojistas e camelôs.

    Creio que por aqui vai continuar tudo do mesmo jeito, pois a prefeita foi reeleita. Uma decepção para 49% do eleitorado.

    Grande abraço,
    Jorge Cruz

    ResponderExcluir
  2. obrigada pela visita no meu blog catarino! tb tem aqui um blog interessante..cheio de novidades :) cumprimentos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Catarino!

    Em minha cidade tinha um buraco tão antigo, que todos os anos se comemorava o aniversário dele. Virou folclore. Prefeitos iam e viam, mas nada de fazer o conserto. Mas agora, o buraco não existe mais! Graças a Deus

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá, Catarino!

    Em minha cidade tinha um buraco tão antigo, que todos os anos se comemorava o aniversário dele. Virou folclore. Prefeitos iam e viam, mas nada de fazer o conserto. Mas agora, o buraco não existe mais! Graças a Deus

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Oi, Catarino:
    Por aqui em Poa não é diferente, calçadas emburacadas é o que mais tem. Mas sei (talvez eu esteja errada), que quem é o responsável pela calçada é o morador, ou seja, a calçada na frente da minha casa, quem arruma sou eu, por exemplo. O que noto é que as calçadas em mau estado são aquelas em frente a prédios do governo ou colégios públicos, o que seria responsabilidade do governo em arrumar. Ou iniciativa de quem é responsável pelo orgão. Bom, acho que essa situação não vai mudar tão cedo.
    Beijos e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. Aqui em São Paulo nem preciso comentar... É lastimável. Agora estão trocando em alguns lugares, ricos, claro, enquanto os bairros mais afastados continuam com suas crateras impossíveis de transitar com segurança. Isso na minha opinião, deveria ser o básico, mas nem isso conseguimos.
    Parabéns pelo artigo.
    Abraço

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts