a violência nas escolas nos dias de hoje.

By
Violência, Escolas, Educação

A violência nas escolas tem crescido nos últimos tempos. Agora não se limita a pequenas discussões com empurrões ou puxões de cabelo. Nos últimos meses houve uma grande quantidade de ocorrências policiais envolvendo violência com crianças nas escolas aqui de Santa Maria. O pior disso é que as brigas têm ocorrido com crianças dos ensinos fundamentais com pouca idade.

Se acontece com quem está frequentando as aulas e deveria estar mais preparado para o convívio social e menos propenso a se envolver em brigas imagina o que ocorre com aquelas que estão na rua. O problema está na educação básica que deveria ser passada pela família, mas as crianças não têm nenhuma orientação. Saem de casa revoltados com sua condição econômica e pela falta de carinho e atenção. Por isso diante de qualquer contrariedade agem de forma desproporcional e atacam seus colegas com toda a violência possível.

As crianças que são agredidas ficam com traumas físicos e psicológicos e muitas vezes não querem voltar à escola e enfrentar de novo o agressor. Lembro que quando estava na escola também havia brigas, mas ninguém ficava ferido e no dia seguinte já tinha esquecido e voltava a brincar junto. Era briga típica de crianças, hoje são atitudes extremadas e de graves conseqüências.


Caso queira ler mais sobre o assunto veja a reportagem feita no jornal Diário de Santa Maria.


Se gostou do post subscreva nosso FEED.

13 comentários:

  1. Catarino, sou professora há 18 anos (tenho 40), e cponfesso que nunca vi tamanha falta de educação, de princípios, de valores... como tenho visto nesses últimos anos. E isso não é em escola pública, já que trabalho em colégios particulares dos mais conceituados aqui em Fpolis. Tudo passa pela falta de limites em casa. Não há regras, acham os alunos (desde pequenos), que podem fazer o que quiserem, pois nada vai acontecer.Esse é o pensamento da vez, infelizmente! Beijos! Gosto do seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Bem, isso na minha época já era bem grave as brigas, acho que depende de região para região.
    Mas o que tem mudado muito, é criança de 5 anos ameaçando professor, isso sim mudou bastante, o que é um verdadeiro absurdo.
    Tem até caso de criança ir à escola armado, hoje cada vez mais comum.
    A diferença de hoje para antes, é que hoje há mais mortes nestas brigas... preciso falar do governo???

    ResponderExcluir
  3. É muito preocupando, Catarino.
    Lembro que nos meus tempos de escola, e isso não faz tanto tempo assim, tínhamos respeito pelos professores. Coisa que hoje é raro.
    Ouço relatos de alunos que vão armados à escola e fazem questão de mostrar isso a todos. É uma total inversão de valores.

    Fora o fato de prejudicar o já precário sistema educacional brasileiro.

    Parabéns pelo artigo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Exato Catarino,

    A legislação vigente privilegia a defesa de direitos e nossos orgãos competentes não cobram os deveres, isto é, temos aí toda uma geração de pessoas cheias de "saber de todos os seus direitos".
    O estado, por sua vez, paternalista, fecha os olhos para a degradação cultural, isentando os (ir)responsáveis de seus direitos.
    A escola pública tomou papel de pai e mãe.
    Pais fazem filhos aos montes pois tornou-se fácil.
    Eles têm leite de graça, creche de graça, escola de graça e cartões à perder de vista. Benefícios estes que incentivam a procriação desenfreada.
    Resta-nos saber quem conseguirá educar essas crianças criadas sob o manto dos benefícios fáceis?

    Forte abraço, Monstro

    ResponderExcluir
  5. Olá, Catarino!

    Muito oportuno o seu texto.

    De cátedra, sei o que é violência dentro do ambiente escolar.

    Sou professor, e, como todos os meus colegas, já fui agredido verbalmente e recebi ameaças de agressões físicas.

    Tenho colegas que receberam até mesmo revólver na testa.

    Toda essa violência entre os alunos e contra professores tem sua raiz na família dos estudantes. Eles fazem na escola o que fazem em casa, onde os pais não têm autoridade.
    Tenho graduação, pós-graduação e mestrado, mas estou saindo da área da educação em um ano e meio, pois não é lugar para quem preza a própria vida e pretende galgar vôos maiores.

    Abraços!

    Valdeir Almeida

    ResponderExcluir
  6. Olá, Catarino!

    Muito oportuno o seu texto.

    De cátedra, sei o que é violência dentro do ambiente escolar.

    Sou professor, e, como todos os meus colegas, já fui agredido verbalmente e recebi ameaças de agressões físicas.

    Tenho colegas que receberam até mesmo revólver na testa.

    Toda essa violência entre os alunos e contra professores tem sua raiz na família dos estudantes. Eles fazem na escola o que fazem em casa, onde os pais não têm autoridade.
    Tenho graduação, pós-graduação e mestrado, mas estou saindo da área da educação em um ano e meio, pois não é lugar para quem preza a própria vida e pretende galgar vôos maiores.

    Abraços!

    Valdeir Almeida

    ResponderExcluir
  7. Tem razão, o post estava com erro! Devo ter editado e esqueci de lançar o código para expandir!
    Coloquei hoje à tarde essa postagem e, você deve ter sido um dos primeiros a ver. Que bom que avisou!

    Monstro

    ResponderExcluir
  8. Gostei desta postagem Catarino, pois realmente a falta de limites imposta pelos pais está deixando a desejar e isso se reflete na escola onde se reunem em grupos e acham que tudo podem, incusive se espancarem agora em grupos, tipo dez para bater em um só colega.A escola reage e encaminha aos órgãos competentes, mas os pais vem na escola e dão razão para os filhos, se isentando de todos os problemas.A família é a origem de tudo e é lá que a educação começa.

    ResponderExcluir
  9. Vale salientar que isto não é um problema brasileiro mas mundial. Sempre assisto a TV Escola (embora não seja professor. Infelizmente só fiz o bacharelado) e sempre passam vídeos das escolas francesas, em especial as públicas e nas periferiasi de Paris. Os problemas são os mesmos. O problema é geral. A sociedade está gravemente doente em seus valores. Não temos mais limites ou critérios pra nada. A violência nas escolas é mais um reflexo disso.

    ResponderExcluir
  10. Reforço as palavras do amigo José Carlos Jr. O problema é mundial. Atualmente a instituição familia está degradada, praticamente destruida. Não seveem mais familias nas missas ou cultos religiosos.Não se veem mais familias em shoppings centers e outros Locais de Lazer. Lamentável isso tudo acontecer, aliado a tudo isso os traficantes estão bem pertinho de nossos filhos, oferecendo a eles de inicio "carinho e atenção", para depois roubarem-lhes a vida.

    ResponderExcluir
  11. Esse é um assunto muito sério e que precisa ser discutido por toda a sociedade. Uma das funções da escola é criar uma rede de proteção contra a violência e essa rede tem que ficar cada dia maior e mais forte diante das atrocidades que estão acontecendo com a maioria de nossos jovens. Parabéns por publicar este artigo.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts