Uma pescaria inesquecível

By
pai e filho pescandoEle tinha onze anos e, cada oportunidade que surgia, ia pescar no cais próximo ao chalé da família, numa ilha que ficava em meio a um lago.
A temporada de pesca só começaria no dia seguinte, mas pai e filho saíram no fim da tarde para pegar apenas peixes cuja captura estava liberada.O menino amarrou uma isca e começou a praticar arremessos, provocando ondulações coloridas na água.
Quando o caniço vergou, ele soube que havia algo enorme do outro lado da linha. O pai olhava com admiração, enquanto o garoto habilmente e, com muito cuidado, erguia o peixe exausto da água.
Era o maior que já tinha visto, porém sua pesca só era permitida na temporada. O garoto e o pai olharam para o peixe, tão bonito, as guelras para trás e para frente. O pai, então, acendeu um fósforo e olhou para o relógio. Eram dez da noite, faltavam apenas duas horas para a abertura da temporada. Em seguida, olhou para o peixe e depois para o menino, dizendo:
- Você tem que devolvê-lo, filho!
- Mas, papai, reclamou o menino.
- Vai aparecer outro, insistiu o pai.
- Não tão grande quanto este, choramingou a criança. O garoto olhou à volta do lago. Não havia outros pescadores ou embarcações à vista. Voltou novamente o olhar para o pai. Mesmo sem ninguém por perto, sabia, pela firmeza em sua voz, que a decisão era inegociável.
Devagar, tirou o anzol da boca do enorme peixe e o devolveu à água escura. O peixe movimentou rapidamente o corpo e desapareceu. E, naquele momento, o menino teve certeza de que jamais veria um peixe tão grande quanto aquele. Isso aconteceu há trinta e quatro anos. Hoje, o garoto é um arquiteto bem-sucedido. O chalé continua lá, na ilha em meio ao lago, e ele leva seus filhos para pescar no mesmo cais. Sua intuição estava correta. Nunca mais conseguiu pescar um peixe tão maravilhoso como o daquela noite. Porém, sempre vê o mesmo peixe repetidamente todas as vezes que depara com uma questão ética.
Porque, como o pai lhe ensinou, a ética é simplesmente uma questão de certo e errado. Agir corretamente, quando se está sendo observado, é uma coisa.
A ética, porém, está em agir corretamente quando ninguém está nos vendo.
Essa conduta reta só é possível quando, desde criança, aprendeu-se a devolver o PEIXE À ÁGUA.
A história valoriza não como se consegue ludibriar as regras, mas como, dentro delas, é possível fazer a coisa certa. A boa educação é como uma moeda de ouro:
TEM VALOR EM TODA PARTE.
A história acima é de autor desconhecido, mas o ensinamento que traz é muito importante, temos que fazer o certo porque é certo e não porque alguém está nos cuidando.

Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.
Se gostou do post subscreva nosso FEED.

7 comentários:

  1. Que bela mensgem Catarino.

    Muito legal mesmo.

    Pois é de criança que se aprende.

    Abraços.

    Até a volta.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite! Amanhã, 13 de dezembro, será o grande dia de nossa coletiva Coisas do Brasil e estou ansiosa para ler seu texto. Até amanhã! Andréa Motta

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto, se todos os pais ensinassem essa lição aos seus filhos, não teríamos tantos corruptos no nosso país.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Olá Catarino, tem um presente pra você no meu blog.Se você aceitar usa este link, para pegá-lo.
    http://portalterrabrasil.blogspot.com/2008/12/agradecendo-e-repassando-os-selos.html
    Tenha um feliz natal e um próspero ano novo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Vim comunicar o amigo que mudei de blog. Peço que substitua o link.
    Dário de Iza por

    Simplesmente Iza

    ResponderExcluir
  6. Catarino, bela postagem, construir valores éticos relmente deve começar na infância.Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Inesquecível mensagem! Parabéns!
    Se todos os pais se preocupassem em ensinar valores morais desde pequenos para seus filhos, não estariamos vivendo em uma sociedade atual sem referências, em um mundo sem valores.Pois é através dos valores que sabemos o que é certo, o que é justo. Aprendemos o que pode nos fazermos felizes. Aprendemos o que fazer quando valorizamos a vida.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts