Concurso delegado de polícia no RS

By
concurso delegado de polícia do RS

Os bachareis em direito poderão concorrer em concurso público para delegado de polícia no estado do Rio Grande do Sul. Além da provas teóricas precisarão ter bom condicionamento físico e aptidão para as áreas investigativa e criminal. São 157 vagas em todo o Estado.

Mesmo com um bom número de vagas os candidatos terão que se prepararem muito bem, pois a concorrência será grande.

O edital de abertura do processo seletivo para o quadro da Academia de Polícia Civil prevê o dia 20 de março como prazo final das inscrições.

A seleção vai exigir dedicação aos livros, ao corpo, um bom histórico de atividade profissional e de formação acadêmica, já que há prova de títulos previstos no edital.

O processo só será concluído depois de provas objetivas e discursivas, de questões que vão de ortografia a direito penal, defesa oral e prova de títulos – etapa em que a aprovação anterior em concursos públicos ligados a área jurídica, como no Ministério Púbico, e nível de escolaridade alcançando mestrado ou doutorado fazem a diferença na pontuação.

Equilíbrio psicológico, boa saúde e preparo físico também estão entre as exigências para ocupar o cargo e para não ser eliminado do processo.

Vencidos os concorrentes, os aprovados no curso de formação profissional da Academia de Polícia que atenderem todos os requisitos legais exigidos para nomeação (veja no quadro) são empossados no cargo de delegado de polícia, na classe inicial da carreira e em estágio probatório, com direito a vencimento mensal de R$ 5.721,30, conforme os valores atuais.

As inscrições deverão ser efetuadas somente pela internet, no período de 19 de fevereiro a 20 de março.

Os candidatos deverão preencher um formulário eletrônico de inscrição e pagar uma taxa de R$ 110,43. 

1) Ser brasileiro; 
2) Ter, no mínimo, 18 anos de idade até a data de encerramento das inscrições; 
3) Possuir cédula de identidade civil que contenha o número de registro geral (RG), utilizado para cadastramento de pessoas físicas pelo órgão estadual de Segurança Pública; 
4) Estar em dia com as obrigações militares e eleitorais; 
5) Ter concluído o curso de Direito até a data de encerramento das inscrições; devendo comprovar, por ocasião da matrícula, o curso de formação profissional; 
6) Possuir carteira nacional de habilitação para conduzir veículos automotores, no mínimo da categoria B, até o encerramento das inscrições; 
7) Possuir CPF válido perante a Receita Federal.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts