Saúde pública não funciona no RS.

By
saude publica no RS

A cada dia que passa a saúde pública piora. Em uma reportagem do jornal Zero Hora revela que as cidades do interior do RS não investem em saúde, preferem comprar uma ambulância e enviar todos os dias seus doentes para consultas na capital.

Com isso os grandes hospitais ficam super lotados e as pessoas que moram na capital têm seu atendimento prejudicado.

Essa técnica usada pela maioria dos municípios é popularmente chamada de ambulancioterapia.

Além do transtorno de sair de casa de madrugada e passar um dia inteiro viajando há o risco de acidentes. Há poucos dias um micro-ônibus que levava pacientes sofreu um acidente e a maioria dos viajantes morreu. Esses acidentes são constantes e uma grande preocupação de quem fica esperando o retorno de seus parentes.

Não é só em direção a capital que os pacientes são conduzidos, todas as cidades de porte médio também recebem doentes.

Segundo a reportagem só para Porto Alegre viajam todos os dias quatro mil pessoas. Esses pacientes ocupam 45% do total de consultas oferecidas pelos hospitais da capital.

Os pequenos municípios não oferecem consultas especializadas e por isso seus cidadãos têm que procurar em outras cidades.

Com esse esquema os governos municipais dizem que estão cumprindo sua parte na saúde pública e não procuram soluções que melhorem a qualidade de vida de seus cidadãos.

A desculpa é sempre a falta de verbas, mas as cidades que recebem esses pacientes também tem verba reduzida e acabam fazendo o serviço que seria destinado a outros municípios.

Veja Acidente com micro-ônibus mata 8 no RS.

Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.

6 comentários:

  1. Catarino,

    Minha cidade, Feira de Santana, é a segunda da Bahia e, dentre os hospitais públicos, ela possui um que é considerado de referência para a região.

    Muitos pacientes de cidades vizinhas são enviadas para cá, mal sabendo eles que o hospital recebendo tantas pessoas assim, acabam superlotados o que interfere negativamente na qualidade.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. E o mais interessante é que em época de eleição eles mostram pessoas sorrindo, hospitais novinhos em folha e todos felizes e satisfeitos. E pelo visto, as mesmas pessoas que não conseguem atendimento quando necessitam, acreditam nessas propagandas já que votam sempre nas mesmas pessoas. É triste.

    Abração

    ResponderExcluir
  3. Oi Catarino, sobre a Saúde pública, nao é apenas no RS que nao funciona, pelo visto é no MUNDO TODO. Complicado de querer entender. Mas é facil entender os manés políticos atras disso td.
    um bom dia.

    ResponderExcluir
  4. Pois é , Catarino, e esse pessoal que sofre indo e voltando pelas estradas e colocando sua vida em risco não pensa na hora de votar? Aqui no Rio , o pessoal não pensa muito não. Abraço

    ResponderExcluir
  5. O pior é que vários hospitais privados não estão diferentes dos públicos.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Catarino, acho que o problema é igual ou pelo menos parecido em todo o Brasil. Aqui em Blumenau além disso tem a falta de médicos pois a prefeitura paga uma merreca e quase ninguém quer trabalhar por este salário. Só aparecem os recém-formados que depois de algum tempo caem fora.
    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts