Os Jornalistas e os Diplomas.

By
Os Jornalistas e os Diplomas.

A grande polêmica do momento é a decisão do Supremo sobre o fim da obrigatoriedade de diploma para exercer a função de jornalista.

Houve protesto em muitos lugares, aqui em Santa Maria os alunos do curso de jornalismo foram às ruas protestar contra a decisão.

No meu entender esse movimento tinha que ter sido feito antes da decisão, pois agora é só para desabafar. Que eu saiba não há como a decisão ser revogada.

Outro fator muito importante é sobre os cursos de jornalismo, muitos disseram que iriam acabar. Eu não acredito nisso e também não acredito que vá haver uma diminuição nas oportunidades para os formados em jornalismo.

Eu não sei qual o conteúdo que é ensinado nos cursos de jornalismo, mas acredito que ensinem tudo o que é necessário para exercer, com excelência a função. Se for assim, um candidato formado, que estudou com vontade, terá muito mais capacidade que um que não estudou e fora exceções, será escolhido quando participar de uma seleção.

Os cursos devem continuar na busca da excelência do conhecimento jornalístico e os melhores alunos continuarão se destacando e as grandes empresas de comunicação também continuarão procurando esses talentos.

Na charge acima o autor Ivan Cabral brinca com o assunto, mostrando um cozinheiro fazendo as vezes do jornalista.


Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.
Se gostou do post
subscreva nosso FEED.

9 comentários:

  1. Saudações!
    Amigo Catarino,
    Excelente Post!
    Você disse tudo em poucas palavras...A causa do não reconhecimento de tão nobre profissão, e os horizontes de oportunidades que poderão se abrir a brilhantes profissionais!
    Parabéns!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria. Realmente movimentar depois não ajuda muito, visto que para revogar não será nada fácil. Foi tão rápido! Lamentável mesmo, mas eu vi até a Globo ser a favor. É triste pegar o meu diploma, suado para conquistá-lo, jogar no lixo. As matérias que estudei são muitas até que outros cursos oferecem. E depois vem as profissionalizantes da carreira. Isso não foi justo.

    ResponderExcluir
  3. Acho que é um assunto que vai gerar muita polêmica ainda. Não sou jornalista e acho que esta decisão foi uma paulada na cabeça dos profissionais. O presidente do STF, Gilmar Mendes, disse que outras profissões deverão seguir o mesmo caminho. Então faço uma sugestão a ele, para eliminar também a obrigatoriedade de diploma para ser advogado, promotor, juiz e ministro do STF. Acho que ficaria legal, não?

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá... eu acho que o Supremo está certo e que vc também está certo. Há espaço para o conhecimento acadêmico específico e para outras áreas cujos profissionais saibam manejar a liberdade de expressão. O Brasil só tem a ganhar.

    ResponderExcluir
  5. Já pensou se a moda pega,nós pós-graduados,estamos fritos.
    Boa Semana
    Bjão

    ResponderExcluir
  6. Nosso diploma nunca será desmerecido. Sei que é o tipo de notícia que choca e levanta poeira, mas assim que ela baixar, vamos ver que é isso mesmo que vai acontecer: os espaços de quem é formado continuarão com seus méritos (os que fazem por merecer, claro).

    Mas se isso ocorresse com a minha profissão, acredito que a coisa seria ainda pior!

    ResponderExcluir
  7. Penso que não há motivo para revolta, pois o mercado saberá selecionar os bons profissionais, com diploma de jornalismo ou não.

    ResponderExcluir
  8. Estudei jornalismo e conheci vários jornalistas, inclusive muitos que ainda estão na ativa, que nunca passaram por uma universidade. Nem tanto tempo assim o diploma de jornalismo passou a ser exigido e, nem por isso, o jornalismo do Brasil foi um jornalismo ruim. Acho, até, que muito ao contrário. Não estou advogando a idéia de que o diploma de jornalismo não faça diferença, mas que sua exigência, ou o próprio diploma, não constrói, por si só, um bom jornalista. ABÇão Catarino. MarGGa, do Mol-TaGGe

    ResponderExcluir
  9. Jornalismo é o 4º Poder. Mesmo que o STF não entenda a relevância do diplona para exercer a profissão de jornalista, não seremos atingidos.
    Somos competentes até sem o papel chamado "diploma".
    Entendo que nessa decisão houve uma ponta de retaliação, porque somos nós que descobrimos as maracutaias desses "pseudos-políticos", desses políticos corruptos e antipatriotas.
    Com diploma ou sem diploma, seguiremos o nosso caminho com a mesma dignidade e prazer de ser Jornalista.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts