Os professores do Brasil, uma profissão de vocação.

By
Os Professores do Brasil

Para ser professor no Brasil é preciso ter vocação, pois as condições de trabalho são péssimas. Mesmo assim eles continuam na luta. Os governos não se preocupam com o ensino e por isso os professores são os últimos a conseguir alguma vantagem nas suas carreiras.

Mas hoje eu vou falar de algumas histórias que aconteceram comigo em minha vida de estudante. Tive alguns professores não muitos bons, mas em compensação tive grande professores que ensinaram mais do que a disciplina que ministravam.

Minhas lembranças começam na primeira série, naquele tempo não havia pré-escola, pelo menos na minha cidade. Entrei na escola e lembro que nossa professora era muito boazinha, todos gostavam dela, tinha a paciência necessária para nos tirar do conhecimento zero. Mas minha lembrança ficou marcada devido a um sistema que, após alguns meses, separava os alunos por capacidade de aprendizado. Num determinado dia, sem maiores explicações, chegou uma moça da secretaria e chamou uma relação de alunos. Os alunos chamados foram levados para outra sala e lá foi explicado que havíamos sido separados para que a professora antiga pudesse dar mais atenção para os alunos que tinham dificuldade no aprendizado. Não é que a nova professora fosse ruim, era dinâmica e exigente e por isso fiquei com muita saudade da minha professora anterior. Aprendi com isso que temos que sair da zona de conforto se queremos progredir em nossa vida.

Na sexta série lembro-me que em uma prova havia uma questão que perguntava qual o regime político que tinha mais probabilidade de quebrar, a democracia ou a ditadura. Eu não tinha entendido a pergunta e o professor pegou uma régua flexível e uma rígida e perguntou qual das duas quebraria com mais facilidade. Entendi a mensagem e a lição serviu para a vida toda. Temos que ser flexíveis para não termos atritos desnecessários e perdas em nossa vida, em todos os seus aspectos.

Na faculdade tive um professor americano que não fazia prova do modo convencional. Ele sempre escrevia no quadro cinco questões e mandava escolher três e responder. Podia usar os livros, só não podia falar com os colegas. A primeira vista parecia uma barbada, mas as questões nunca tinham respostas nos livros, era preciso ter entendido o conteúdo explicado em aula para poder responder. Isso me ensinou a procurar entender o sentido do que era ensinado e não ficar decorando textos somente para responder as provas. Isso vale em nossa vida profissional, temos que entender nosso trabalho para poder melhorá-lo e ter sucesso no trabalho.

Eu poderia escrever um livro contando histórias, mas aí ninguém iria ler e este artigo faz parte das homenagens ao dia do Professor na proposta de blogagem coletiva Professores do Brasil feita pelo blog Ponderantes.

E você tem uma história para contar? Deixe seu comentário.



Quer saber sobre a Aposentadoria Especial do Professor? Leia este Artigo.
Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.
Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Se for copiar cite a fonte www.blogdocatarino.com
Fonte da imagem: QuiosqueAzul

12 comentários:

  1. Querido Catarino!
    Achei muito bom o seu texto, mas achei melhor ainda a sua capacidade de realmente aprender as lições que sempre estão nas entrelinhas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Catarino,

    Eu também tive alguns professores que marcaram minha vida. Veja só: não tive bons professores de Português, mesmo assim, amava a disciplina. Foi o amor por ela que me fez ser hoje, professor desta matéria.
    Em contrapartida, a partir da oitava série, Deus me abençoou com excelentes professores de matemática, de tal forma que cheguei até a pensar em cursar faculdade de Matemática. Mas o dom falou mais alto.

    Amigo, obrigado por participar desta coletiva.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Excelente texto! Ao mesmo tempo que vc. coloca as artimanhas de um professor, coloca também as artimanhas para um bom aluno...claro, cada um com sua metodologia eficaz para alguns...ineficaz para outros.
    Abraços,
    Janeisa

    ResponderExcluir
  4. Eu fiz uma homenagem a minha professora de infância que, sem sombra de dúvida, foi muito importante em minha vida.

    A história de luta da classe de professores continua e, oxalá, que eles alcancem seus objetivos neste atual governo do PT.

    Parabéns Catarino!

    E faz tempo que eu não passava por aqui, né... rsss

    Neto
    http://sakuxeio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ola!
    Também estou participando, com o blog uma interação de amigos.

    Este é um momento que temos para compartilharmos este momento tão especial.
    Falar dessa missão e falar de amor, conhecimento, alegria, bem como das das tristezas, as vezes sentidas.
    Fico muito feliz com esta coletiva. assim, ós dá o direito de compartilhar momentos especiais, pelo qual lutamos sempre juntos.
    Feliz dia do Professor para vc. Acredito que o vadeir teve uma brilhante ideia. Embora a loucura que ele terá para conferir tantos blogs. Mas está valendo apena.
    Com carinho

    ResponderExcluir
  6. Olá Catarino! Assim como você, relembrei aqueles professores que deixaram marcas maravilhosas em minha formação. Porisso, tenho um respeito imenso por vocês professores que dedicam suas vidas em nos formar e nos fazer seres humanos mais especiais. Parabéns!
    Abraço,

    ResponderExcluir
  7. Catarino, eu tenho muitas histórias, principalmente relacionadas ao que se referiu no texto, a não se encontrar as fontes nos livros didáticos, pois sempre li muito e nas provas escolares, ia adiante nas questões. Em algumas situações, tive que pedir revisão de prova e ainda dar explicações à professores.
    Mas o que mais lembro, era do respeito que tínhamos! Professora não era Tia, era professora mesmo! Mesmo que tínhamos intimidade, havia também um certo distanciamento, pois colocávamos o professor em um pedestal. Assim, o professor falava, podíamos escrever, que ele assinava. Hoje em dia não! Vejo muita imaturidade na profissão, gente mal preparada cuidando de crianças e adolescentes, mas isso porque? A educação hoje em dia é encarada como uma via de duas mãos - dá-se o que recebe. Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Catarino,

    Esta é uma das melhores homenagens aos professores.
    Acredito que cada um de nós sente-se emocionado ao ser reconhecido por um antigo aluno.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Acredito que professores se perderam no amontoado de teorias da aprendizagem que surgiram ultimamente.
    Tenho boas lembranças de professores, na época em que fazia o ensino fundamental e médio.

    Acredito que professores de Universidade deveriam ter também uma boa formação pedagógica. Alguns me dão medo, ainda hoje.

    Grande abraço!

    Estou sempre por aqui.

    ResponderExcluir
  10. Boa Noite

    Catarino

    Parabéns ótimo artigo, aproveito para convidá-la a participar na troca de links com o meu blog http://www.pcsaudavel.com/

    Sou se amigo no diHITT.

    Visite se gostar assine nosso conteúdo por email ou via RSS.

    Aguardo seu retorno

    Um Abraço

    Roberto

    ResponderExcluir
  11. Boa Noite

    Catarino

    Parabéns ótimo artigo, aproveito para convidá-lo a participar na troca de links com o meu blog http://www.pcsaudavel.com/

    Sou se amigo no diHITT.

    Visite se gostar assine nosso conteúdo por email ou via RSS.

    Aguardo seu retorno

    Um Abraço

    Roberto

    ResponderExcluir
  12. Meu caro, sinto comentar tardiamente, mas tenho que discordar de sua opinião. Sou professora e acredito que essa idéia difundida e ultrapassada do profissional "por vocação" é muito nociva, presta um desserviço à nossa causa. É o mesmo ponto de vista dos grandes meios de comunicação, formadores de opinião, que destacam como "heróis" os professores que se sacrificam e enfrentam as piores condições de trabalho.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts