O estresse no trabalho e na vida.

By
O estresse no trabalho e na vida.

O estresse vem causando muitos transtornos para as pessoas. A cada dia está mais difícil fugir dele. Quem está desempregado sofre na busca diária por um emprego. Quem está empregado sofre com a manutenção do emprego. É o medo de ser demitido ou a necessidade de se destacar para ganhar uma promoção e com isso melhorar a vida própria e da família. Isso tudo cria um circulo vicioso e é muito difícil sair dele.

Não são só os trabalhadores que têm prejuízos com o estresse diário, as empresas também. Seus empregados faltam ao trabalho, produzem menos ou com eficiência diminuída. Muitas vezes uma pessoa fica alguns anos nessa situação e nem tem consciência do que está acontecendo. Quando percebe, muitas vezes, já é tarde demais.

É preciso estar atendo para os sinais que o corpo emite, pois uma pessoa estressada no trabalho fatalmente irá ter problemas em sua vida pessoal, não há como separar uma da outra. Eu não acredito que seja possível deixar os problemas do trabalho na empresa e os de casa em casa. Carregamos os dois e isso nos traz um efeito terrível.

Lendo no caderno vida do jornal Diário de Santa Maria uma reportagem sobre esse tema anotei as dicas abaixo que devem ser observadas como um sinal de que alguma coisa está errada. Não é preciso esperar que apareçam todas, se você percebe a ocorrência de algumas delas, procure um médico para sair logo dessa situação.

Estes são os sinais:


- Dificuldades para dormir e sofrer com a ideia de ir para a empresa no dia seguinte, isso gera uma grande ansiedade;
- O funcionário começa a “estourar” por tudo no seu ambiente de trabalho;
- Declínio da produtividade;
- O funcionário passa mal frequentemente no ambiente de trabalho;
- Atestados para faltar ao trabalho começam a se tornar frequentes;
- Mudança de comportamento e hábitos, tanto em casa como com os amigos;
- Dificuldade de memória e concentração;
- Medo de tomar decisões e falta de iniciativa e desânimo;
- Apesar do cansaço físico, sensação de estar sempre tenso e preocupado;
- Temos exagerados;
- Irritabilidade;
- Falta de prazer em atividades que outrora pareciam interessantes;
- Sintomas de pânico, palpitações, tonturas, dores no peito, formigamentos, medo de morrer ou perder o controle;
- Uso ou abuso de álcool e outras drogas para relaxar.


E você como está seu nível de estresse, somou muitos itens? Deixe sua opinião sobre este tema.


Faça seu comentário e apareça no rol dos comentadores.
Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Se for copiar cite a fonte www.blogdocatarino.com

5 comentários:

  1. Oi, Catarino.

    Na verdade, pensei que somaria mais pontos, mas foram poucos itens afirmativos. Portanto, vou me cuidar para não aumentá-los. Mas acredito que meses atrás somaria muito mais.

    Lena

    ResponderExcluir
  2. Passei por tudo isso e ainda estou tratando. Aos poucos consigo superar.

    Um abraço!

    Izabel

    ResponderExcluir
  3. OI Catarino, infelizmente o estresse é um mal que assola uma quantidade esmagadora de nossa população mundial, e dele se derivam inumeros outros males. Dai a importância, de atividades físicas prazerosas e lazer, para que se possa combater esta doença que dizima inúmeras pessoas.
    Grande abraço!
    janeisa

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente é a realidade, o problema ocorre com inúmeras famílias. Quem nunca passou por algo assim que atire a primeira pedra.
    Bom fim de semana
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. É um artigo muito interessante. Aqui você tem um outro sobre o mesmo tema com dicas para evitar a doença: http://euquerotrabalho.com/como-combater-o-estresse.html
    Abraços!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts