Que valor atribuímos a nós mesmos?

By
Que valor atribuímos a nós mesmos?

No texto abaixo há uma pequena história muito interessante para refletirmos sobre o quanto sabemos de nós mesmos e o quanto estamos preparados para defender nossa existência. Será que saberemos argumentar com o anjo da história para merecermos continuar vivos.

“O homem estava a pegar nas chaves do carro (a mulher já tinha saído para levar as crianças à escola) quando tocaram à campainha.

Irritado, pois já se atrasara bastante, ele abre a porta: 

— Sim?

O ser andrógino, belo e feio, alto e baixo, negro e louro, faz um sinalzinho dobrando o indicador: 

— Vim buscar-te.

Não era preciso explicar, o homem entendeu logo: o Anjo da Morte estava ali, e não havia como escapar. Mas, acostumado a negociações, mesmo perturbado ele rapidamente pensou que era cedo, cedo demais, e tentou argumentar:

— Mas, como, o quê? Agora, assim, sem aviso, sem nada? Nem um prazo decente? 

O Anjo sorri um sorriso bondoso e perverso, suspira e diz:

— Mas ninguém tem a originalidade de me receber com simpatia neste mundo? Nunca ninguém está preparado? Está certo que só tens quarenta anos, mas mesmo os de oitenta…

O homem agarrou mais firmemente a chave do carro que acabara por encontrar no bolso do casaco, e insistiu: 

— Vá lá, dá-me uma oportunidade. 

O Anjo teve pena, aquele grandalhão estava realmente apavorado. Ah, os humanos… Então teve um acesso de bondade e concedeu:

— Tudo bem. Eu dou-te uma oportunidade, se me deres três boas razões para não vires comigo desta vez.

(Passaria um brilho malicioso nos olhos azuis e negros daquele Anjo?) 

O homem aprumou-se, claro, sabia que ia dar resultado, sempre fora um bom negociador. Mas, quando abriu a boca para começar a sua ladainha de razões — muito mais que três, ah sim — o Anjo ergueu um dedo imperioso:

— Espera aí. Três boas razões, mas… não vale dizer que os teus negócios precisam ser organizados, a tua mulher nem sabe assinar cheques, os teus filhos nada conhecem da realidade. O que interessa és tu, tu mesmo. Porque valeria a pena deixar-te ainda aqui por algum tempo?”

Diante das questões acima será que teríamos argumentos fortes para que o anjo mudasse de ideia e nos deixasse mais um tempo por aqui?

O que você diria? Deixe sua opinião.



Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Texto do Livro Perdas e Ganhos de Lya Luft

7 comentários:

  1. Bem amigo muito delicada, pois temos apenas tres, e esses tem de ser muito bem pensado para que não haja falha, vou pensar nos argumentos.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo... primeiro não tenho medo da morte, apenas me assoberba o coração deixar meu menino pequeno aos cuidados de outros.
    Mas a razão que escolheria para ficar seria a de que ainda não aprendi nada sobre os homens e suas maluquices internas....
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  3. Catarino,

    Esta é muito difícil. O facto é que nós estamos habituados a viver por algo e não por nós mesmos.

    Eu diria que precisava de tempo para aprender
    - a dar
    - a tolerar
    - a compreender

    Grande abraço
    Luísa

    ResponderExcluir
  4. Olá Catarino

    Eu não tenho medo da morte e sim de morrer e deixar meu filho ainda pequeno.
    Acho que eu não saberia argumentar sem tempo pra pensar rs... muito boa postagem!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. 1° Qro ir no motel mais caro do mundo.
    2° qro tranzar com ainda com etinias de mulheres q ainda não tranzei (ruiva, japonesa, chinesa e por ai vai)
    3° Quero tudo isso ao mesmo tempo em uma noite só!

    Dai eu posso morrer.

    =D

    ResponderExcluir
  6. Olá Catarino,

    Dedicamos a nossa vida sempre a algo ou a alguém, mas nunca a nós mesmos,deixamos os nossos valores se perderem com as obrigações, o tempo, a vaidade, ou a idade, e passam se anos até que chega o momento de irmos e ainda pedimos tempo por não realizarmos nada do que queríamos...As minhas razões seriam aprender a viver,
    amar,sonhar...

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts