Volta as Aulas, alegria ou tristeza?

By
Volta as Aulas, alegria ou tristeza?
No texto abaixo o autor fala do retorno as aulas, eu não concordo que estudar seja tão massacrante, gostava muito de estudar e ir à aula era uma alegria. Quem não gosta de estudar terá mais dificuldade no trabalho, pois mesmo depois da formatura temos que continuar estudando, o conhecimento tem que crescer todos os dias senão ficamos desatualizados e fora do mercado de trabalho. O texto abaixo de Antonio Brás Constante com o título “Volta as Aulas sem revolta” e estou publicando com a autorização do autor.

“Dizem que a grande maioria dos estudantes não gosta da chamada “volta às aulas”. Eu particularmente não lhes tiro a razão. Afinal, depois de passarem alguns meses em deliciosa ociosidade, curtindo praias, festas, viradas de ano e belas mulheres desfilando seus corpos esculturais ou mesmo rapazes fazendo o mesmo para elas, tudo isto embalado em um clima de descontração e alegria, agora se vêem obrigados a voltar a estudar (“para garantir seus futuros” é o que ouvem). Quem consegue manter o bom humor em uma situação dessas?

De uma hora para outra os jovens (de toda e qualquer idade), são tirados do paraíso e jogados novamente no mundo das normas, tendo que trocar as roupas de praia por uniformes, as noites de festas por madrugadas de estudos, os filmes, barzinhos e baladas, por provas, testes e aquelas matérias que insistem em não entrar em suas cabeças.

Realmente se pararmos para pensar, não dá para querer ouvir gritos de felicidade dizendo: “Até que enfim as aulas voltaram. Viva a geometria analítica!”. Ou “Adoro álgebra, cálculo diferencial e amo a fórmula de Bhaskara, de tal forma que cheguei a tatuá-la em meu braço!” (daí eu tirei zero porque a professora achou que eu estava colando).

Na realidade, o mundo em que vivemos é regido por regras e padrões, onde aprender faz parte do jogo. Aliás, se analisarmos bem, as aulas são uma espécie de jogo, em que os participantes podem vencer (sendo aprovados), ou perder e ter que repetir o ano.

Se os estudantes resolverem mergulhar nesta competição e encararem a escola como um desafio, demonstrando que eles são inteligentes o suficiente para superarem suas fases (digo, seus semestres), poderão assim demonstrar o seu valor (pois querendo ou não, somos uma marca que é forjada a partir da escola para alimentar um monstro chamado de mercado de trabalho). Superar limites na vida real traz recompensas bem maiores e melhores do que superar os desafios que possam existir em qualquer tipo de game, e ainda temos o bônus de poder aprender muitas coisas interessantes, mesmo que tenhamos de nos sujeitar a “aprender” também muita coisa inútil.

Sem falar que o mundo estudantil é ótimo lugar para se fazer amigos, paquerar e ficar por dentro de tudo que diz respeito ao universo jovem – só peço que fiquem longe das drogas, porque se fosse para fazer coisas burras como se drogar, não haveria necessidade de se estudar, não é?

Sei que muitos dos ídolos que andam por aí ganhando milhões, não têm muito estudo. Mas se pensarmos que de cada dez pessoas que estudam, uma grande parcela delas consegue emprego (inclusive bons empregos), enquanto os milhares de outros indivíduos que não estudam, passando o dia jogando o seu precioso tempo fora, acabam sem emprego, sem futuro e na miséria, vou deixar para vocês a analise de qual caminho escolher. Mas pensem bem, pois na escola quando erramos podemos tentar novamente, porém, na vida nem sempre temos outra chance.”

E você gosta ou gostava de estudar? Como era sua volta as aulas? Deixe seu comentário.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Conheça o SHOPPING DO CATARINO
Cópias não permitidas - www.palavras.blog.br
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

5 comentários:

  1. Ola Catarino eu por exemplo sempre gostei das voltas as aulas, quem não gosta pode se preparar para o pior

    ResponderExcluir
  2. Saudações!
    Que Post Fascinante!
    Amigo CATARINO, o artigo além de ser cheio de vida e alegrias é conscientizador e vai ao encontro de todos aqueles que pretendem construir e galgar os degraus mais altos. Afinal, nada melhor que estudar por prazer, por gostar, por amar!
    Parabéns por mais um excelente POST!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  3. Sou professora e NÃO gostei! O aprendizado não se dá só na Escola, nas férias as pessoas também aprendem! Na escola também se vê pessoas bonitas, se paquera. Comparar ambiente formal com informal? Como seria o mundo se as escolas não existissem senhor autor?

    ResponderExcluir
  4. o mundo seria bem melhor se as escolas não existissem :P

    ResponderExcluir
  5. nunca gostei de estudar sempre quando as ferias vao acabando eu fico triste, pois sempre achei que tem pouco tempo de ferias. E na escola tem uns fdp q fica me enxendo o saco.
    pra mim escola = sofrimento

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts