Futebol faz bem à Saúde Física e Mental.

By

Os dinamarqueses perderam para os holandeses na Copa do Mundo, mas isto não quer dizer que não sejam fãs entusiastas do futebol. São, e é da Dinamarca que vem um importante estudo sobre este esporte. O trabalho, liderado pelos professores Peter Krustrup e Jens Bangsbo, do Departamento de Exercício e Ciências do Esporte da Universidade de Copenhague, durou mais de três anos e reuniu mais de 50 pesquisadores de sete países no objetivo comum de avaliar a repercussão do futebol sobre a saúde, a condição física e as habilidades sociais em ambos os sexos e em diferentes faixas etárias.

Numa recente edição especial do Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports intitulada Futebol para a Saúde, figuram nada menos de 14 artigos científicos elaborados a partir do projeto.

O estudo abrangeu três grupos: praticantes de futebol, praticantes de corrida e grupo controle. Como era de esperar, verificou-se que pessoas jogando futebol duas ou três vezes por semana (com finalidades recreativas; não se tratava de torneios ou competições) tiveram uma excelente melhora em seu organismo, do ponto de vista cardiovascular e músculo-esquelético. Verificou-se, por exemplo, que o futebol tende a regularizar os níveis de pressão arterial, a melhorar a coordenação motora. Isto também acontece com a corrida, e daí vem a pergunta: o que é melhor, correr ou praticar um esporte tipo futebol?

Os autores são francamente a favor desta última opção. O esporte, dizem eles, é uma atividade coletiva, ao passo que correr (embora se possa correr em grupo) é mais individual. Em consequência, a prática do futebol distrai a pessoa das preocupações; mas o corredor pode estar ruminando seus problemas enquanto percorre distâncias. Por isso, o futebol cansa menos que a corrida, ainda que aumente a possibilidade de lesões.

Mas será que somos obrigados a escolher entre uma coisa e outra? Talvez não. Esporte e corrida (ou exercício na academia) não se excluem, pelo contrário, se completam. E mais, a alternância das duas práticas acaba funcionando como um estímulo para ambas. A pessoa pode praticar esporte dois ou três dias e correr, ou andar, ou ir à academia, nos outros. A menos que o objetivo seja o de ser campeão na Copa do Mundo. Aí é preciso muito, mas muito, futebol. O time do Dunga que o diga.

O artigo acima foi escrito por Moacyr Scliar, médico e escritor da Academia Brasileira de Letras e foi publicado no Caderno Vida do Jornal Zero Hora. O estudo relatado tem razão, pois jogar futebol faz muito bem a saúde, pois a interatividade com os companheiros e amigos alegra a vida.


Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com 
Conheça o SHOPPING DO CATARINO 
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

4 comentários:

  1. Saudações!
    AMIGO CATARINO, o seu artigo traz uma coletânea de dados de grande relevância, fiquei surpreso e ao mesmo entusiasmado, agora passei a ter certeza que estou no caminho certo, de quando em quando bato uma bola.
    Um artigo que muitos precisam ler!
    Parabéns por mais um excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  2. Nunca joguei, mas pratico 3 horas de caminhada por dia somente indo para o trabalho e a faculdade.

    Seus artigos estão cada vez mais interessantes. Parabéns!

    Iza

    ResponderExcluir
  3. Lison
    A prática de esportes esta sendo, atualmente, indicada para melhorar a saúde geral, pois tem efeito físico e psicológico e o futebol é muito integrador.

    ResponderExcluir
  4. Iza
    Eu também caminho muito, ando a pé de casa para o trabalho e ainda caminho no final do dia, começou por recomendação médica e agora é por prazer mesmo.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts