Dormir pouco faz mal à saúde e à vida.

By
Dormir pouco faz mal à saúde e à vida.

A vida moderna traz muitos compromissos e o tempo fica cada dia menor, por isso a grande maioria das pessoas sacrifica o sono. Dorme o mínimo e vive com sono. Cochilar ao volante, perder o fio da meada durante uma conversa e repetir atos automáticos, sem consciência do que se está fazendo, podem ser sintomas de um distúrbio cada vez mais presente nos consultórios de neurologistas: a síndrome do sono insuficiente de origem comportamental, que atinge 5% da população.

Além de causar a perda da produtividade, a sonolência excessiva também coloca em risco a vida daqueles que dirigem, cuidam de crianças ou operam máquinas. A sonolência pode causar graves acidentes, isso em fração de segundos. Ninguém quer abrir mão das muitas atividades para dormir, mas essa atitude pode ser fatal.

A sonolência excessiva funciona como uma febre, que avisa que algo vai mal no organismo. É preciso que o paciente passe por exames médicos para excluir doenças que influem na qualidade do sono, como Parkinson, epilepsia, apneia (obstrução das vias respiratórias durante o sono) ou narcolepsia (estado de sonolência contínuo com crises incontroláveis).

Em todo o mundo, entre 32% e 40% das pessoas relatam, em um ano, terem enfrentado dificuldade para dormir durante algum período. É possível enfrentar o problema melhorando a qualidade de vida. Tomando cuidados com a alimentação e praticando exercícios. O indivíduo tem de dormir o tempo que for preciso para se manter desperto e atento no dia seguinte. Na maior parte dos casos, esse tempo varia de sete a 10 horas por noite – afirma o neurologista suíço Claudio Bassetti, presidente da Sociedade Europeia do Sono.

Dormir por período insuficiente pode apresentar as seguintes consequências:

- Problemas de memória;

- Dificuldade de concentração;

- Alterações de humor;

- Nas mulheres, é comum ocorrer depressão. Os homens se tornam mais agressivos e eufóricos.

E você tem dormido o suficiente Se sente alerta e ativo no dia seguinte? Se respondeu não para essas questões deve procurar um médico ou mudar o ritmo diário e destinar mais tempo para o sono.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Fonte: Caderno Vida do jornal Zero Hora.
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com
Conheça o SHOPPING DO CATARINO 
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

5 comentários:

  1. Olá !!

    Ótimo texto !
    Não sabia que uma atitude tão natural, sendo mal executada poderia nos trazer estes problemas !
    Muito útil seu post !
    Grande abraço !

    ResponderExcluir
  2. Como voce mesmo citou, o dia ficando cada vez mais curto,e a noite é o momento correto de descanso. Fico imaginando os coitados que trabalham durante a noite. Mesmo tirando o atraso dormindo durante o dia, nunca será a mesma coisa dormindo a noite.
    abçs

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o seu blog, e achei muito interessante esta matéria que muitos não dão importãncia. Vou divulgar o seu blog com certeza. E vou passar a dormir mais cedo. bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho problema com o sono. Pra mim é uma dificuldade conseguir dormir. E fico o dia todo sentindo aquela sonolência. Acho que a hora de dormir é ás 22 e as 7 da manhã ja estar pronto pro café. isto é o ideal. Parabéns pelo blog. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Quer saber mais sobre planos de saúde a UNIMED tem o melhor com cobertura para todo o país.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts