Variações intensas de humor pode ser bipolaridade.

By
Variações intensas de humor pode ser bipolaridade.

A bipolaridade é um transtorno mental em que o humor assume autonomia, deixando de responder adequadamente ao que seria esperado. O mais difícil é o portador ser corretamente diagnosticado, consta que muitas pessoas passam por mais de três médicos em muitos anos até ter seu caso reconhecido.

O portador de bipolaridade sofre variações intensas de humor. As variações podem ser positivas: euforia, agitação, aumento de energia, agressividade, ansiedade, explosividade, aumento de riscos e gastos, impulsividade e distração ou negativas: apatia, desânimo, tristeza, ansiedade e falta de prazer.

O distúrbio bipolar é uma patologia que acomete cerca de 1,6% da população. A boa notícia é que a bipolaridade é uma doença tratável. As alarmantes trocas bruscas de humor podem ser controladas por medicamentos. O tratamento com carbonato de lítio é o mais antigo e ainda em uso, e hoje há significativos progressos no estudo de novos tratamentos com poucas, mas significativas novas medicações introduzidas na medicina nos últimos tempos. O lítio induz a uma série de efeitos adversos e, por isso mesmo, precisa ser dosada sua concentração no sangue periodicamente. O tratamento moderno de transtorno bipolar é feito sem lítio.

Equivocada é a ideia de que a bipolaridade seria estar hiper contente pela manhã, triste à noite e com um sentimento médio à tarde. Tal ideia não traduz a bipolaridade. Na verdade a bipolaridade pode vir a se manifestar nos dois pólos da doença: depressão e mania.

Com o uso de medicamentos adequados e de apoio psicológico, é perfeitamente possível atravessar períodos indefinidamente longos de saúde e ter vida plena. O tratamento exige acompanhamento profissional, o uso fiel e bem monitorado dos medicamentos adequados e o comprometimento do paciente em buscar para si uma vida melhor. O apoio e a compreensão da família ou de amigos chegados são de grande valia ao doente.

Conheça mais sobre a bipolaridade no site www.bipolaridade.com.br 


Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com
Conheça o SHOPPING DO CATARINO
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

9 comentários:

  1. As vezes eu fico pensando quais seriam as pessoas que já tenha conhecido e que são bipolares, até uns anos atrás não sabíamos o motivo de algumas pessoas mudarem de comportamento, hoje tem um nome e um estudo mais aprofundado.

    ResponderExcluir
  2. Olá Catarino!!!

    Sempre muito atualizado e prestando um serviço maravilhoso aos leitores, Parabéns!!!

    Qdo fazia faculdade fiz um trabalho sobre o assunto e fiquei surpresa ao saber que existem mais pessoas bipolares do que imaginamos, e que conhecidos nossos podem ser bipolares e nem sabemos.

    Cris Marino (www.cristianemarinom.blogspot.com)

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Olá querido amigo !!

    Excelente texto, muito esclarecedor e importante.
    Tenho um parente que passou por muitos transtornos até que fosse descoberto que era bipolar, muitas pessoas acham que esta alteração é normal e acabam não procurando ajuda por falta de informação.
    Muito boa a sua iniciativa em divulgar !
    Grande abraço !

    ResponderExcluir
  4. olá guri
    eu tenho uma cunhada
    q sofre deste drama
    o seu post foi muito esclarecedor

    bjim

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, nesta questão, o mais difícil é lidar com o preconceito das pessoas.

    ResponderExcluir
  6. Sofri anos com a doença sem saber o que era exatamente. Fui diagnosticada a seis anos mas mesmo com a medicação ainda sofro muito principalmente com a apatia e a depressão que a doença ocasiona. Até perdi meu primeiro marido que eu amava pois na fase de mania eu o atacava e até batia nele, ele não suportou. Já tive que sair de um trabalho por causa dessa doença. É horrível. E o tratamento com o lítio me fez entrar em depressão profunda. Comigo não adiantou. É difícil encontrar um tratamento adequado pois a doença tem níveis que vão das mais altas montanhas aos mais abissais cantos da minha psique. Curso psicologia para poder aprender a lidar com tantos sentimentos controversos e opostos. Quem tiver dúvidas ou quiser comentar sobre a doença entre em contato pelo meu e-mail lupenas@hotmail.com.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da sua linha de pensamento... desculpa por não ter visitado o seu artigo antes. Você me indicou esse artigo no Dihitt a um tempo, e já fazia algum que não andava por lá.
    Mesmo com o atraso quero dizer que gostei muito da sua postagem.

    ResponderExcluir
  8. Ygor
    Muito obrigado por sua visita e participação.

    ResponderExcluir
  9. Em 3 meses de tratamento minha psiquiatra disse que eu tinha, por causa do meu histórico de humor da minha vida inteira, pode uma coisa dessas?

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts