Alzheimer. Descoberto teste para detectá-lo

By

O mal de Alzheimer afeta uma grande quantidade de idosos. Essa doença se manifesta aos poucos e quando é percebido já não tem tratamento adequado. O mal de Alzheimer transtorna a vida do portador e de todos a sua volta. Os familiares, principalmente os menos favorecidos pelas finanças, têm enormes dificuldades para cuidar do doente. 
Fazer o diagnóstico precocemente é sempre, em qualquer doença, o ideal e o tratamento iniciado cedo melhora a qualidade de vida do portador desse mal. Para melhorar esse quadro temos uma notícia do desenvolvimento de um teste que poderá detectar a doença. A notícia foi publicada no caderno Vida do jornal Zero Hora e diz: 
Um comitê de especialistas consultado pela agência americana para o controle de alimentos e medicamentos (FDA) aprovou um teste que permite escanear o cérebro para detectar o Alzheimer, desde que os médicos recebam treinamento adicional para empregá-lo. 
O procedimento consiste em injetar no sangue um produto químico chamado Amyvid, fabricado pela gigante farmacêutica Eli Lilly, que permite por em evidência, através de um escaner, depósitos protéicos que parecem desempenhar um papel importante no desenvolvimento da doença. O comitê consultivo de médicos votou de forma unânime por recomendar a comercialização desse processo sob a condição de que o laboratório demonstre que as imagens do escaner podem ser interpretadas corretamente pelos médicos formados para tal. 
O teste da Eli Lilly, o primeiro desse tipo a ser examinado pela FDA, é um biomarcador denominado Florbetapit F 18, que se fixa e “ilumina” os depósitos de proteínas beta-amiloides para que o escaner possa detectá-los. As placas de beta-amiloides parecem responsáveis pelo Alzheimer visto que, ao se acumular em áreas corticais – segundo observado em autópsias feitas em cérebros de pessoas que morreram vítimas dessa doença – acabam destruindo os neurônios, o que leva a uma degeneração cerebral irreversível que afeta 26 milhões de pessoas no mundo.


Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com 
Conheça o SHOPPING DO CATARINO 
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

4 comentários:

  1. Ótima notícia - avanço da medicina. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Catarino, de fato a disponibilidade do florbetapir (amyvid) é promissora, e talvez daqui a vários anos ela seja usada para detecção precoce do mal de Alzheimer.

    Mas hoje em dia a realidade ainda está muito distante disso. Primeiro, o painel consultivo do FDA não aprovou a droga, ele só recomendou que ela seja aprovada, se a empresa provar que o programa de treinamento serve para alguma coisa.

    Segundo, como já foi dito em outros lugares, hoje em dia o exame não serve para o diagnóstico, precoce ou não, de Alzheimer. Sabe-se que as placas com amiloide são mais abundantes no cérebro de pessoas com a doença, mas cérebros normais também as têm, e não se sabe ainda qual é a importância das placas no desenvolvimento da doença.

    ResponderExcluir
  3. Aos poucos, pequenos avanços da medicina quanto às doenças vão se concretizando. Tomara que um dia doenças como essas sejam realmente curáveis.

    ResponderExcluir
  4. auto-hemoterapia
    O Sangue que Cura
    A nossa esperança nos dias atuais .
    http://www.autohemoterapia.blog.com/


    http://autohemo.cloud.prohosting.com/doencas/alzheimer.htm
    http://autohemoterapia.fortunecity.com/doencas/alzheimer.htm
    http://www.orientacoesmedicas.com.br/comentario_integra.asp?cdg=3197

    http://amigosdacura.ning.com/profiles/blogs/relatos-por-doencas-links

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts