Justiça. Vender carro zero com defeito dá direito a dano moral.

By
Justiça. Vender carro zero com defeito dá direito a dano moral.

As fábricas de automóveis e as concessionárias costumam não dar muita atenção aos consumidores que levam um carro zero e este apresenta defeito. Você paga um valor elevado e ainda tem que ficar vários dias sem o automóvel, por estar sendo avaliado para fins de concerto na garantia.


Essa situação pode mudar, pois hoje li no jornal Zero Hora que uma professora que adquiriu carro zero quilômetro que apresentou defeitos nos primeiros dias de uso terá direito a indenização a ser paga pela montadora e pela concessionária. O entendimento é da 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJRS), que confirmou decisão de primeiro grau ocorrida em maio do ano passado.

O valor foi fixado em R$ 10 mil, a título de danos morais, corrigido com juros moratórios e atualização monetária. A consumidora ajuizou ação contra a Ford e a Ribeiro Jung. Cabe recurso da decisão.

A desembargadora Maria José Schmitt Sant’Anna considerou que houve dano moral, pois a consumidora comprou um carro que, com cinco dias de uso, apresentou defeitos, que foram se multiplicando até o motor fundir.

Essa notícia é muito boa, pois muitas pessoas nem pensam em recorrer à Justiça para exigir indenização por esse tipo de problema, parece que ter o carro concertado já teria corrigido a falha. E como fica a frustração pelo gasto feito sem poder usufruir o bem, que sempre custa muito caro. Quando se compra um bem novo é porque se quer aproveitá-lo com prazer e perceber qualquer defeito tira qualquer um do sério.


Central Blogs

Um comentário:

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts