Crônica. Formigas como aperitivo.

By
Crônica. Formigas como aperitivo.

No ano 2000 eu fiquei algum tempo trabalhando na cidade de São Bento do Uno, no estado de Pernambuco. Nos finais de semana os colegas se revezavam em me levar a algum lugar. Num desses passeios um colega me levou para a praia de Tamandaré, no litoral de Pernambuco. Lá se reuniram todos os familiares do meu colega.

No domingo o cunhado do meu colega, que havia vindo de Recife, me convidou para visitar um amigo dele. Disse-me: vem comigo ver como vive um rico. Fomos à casa de um comerciante, que era dono de uma rede de padarias. Chegamos ao portão e logo fomos convidados a entrar. Meu acompanhante apresentou-me dizendo que eu era gaúcho. O dono da casa, muito simpático, chamou um empregado e pediu que colocasse uma picanha no fogo e um queijo. Segundo ele gaúcho só come picanha.

O dono da casa ofereceu bebidas e perguntou-me se podia servir um salgadinho especial. Não costumo ficar escolhendo o que como, principalmente quando estou em visita, por isso disse que podia servir. Ele me apresentou uma frigideira com umas bolinhas fritas. Não tinha gosto além do sabor do sal. Comi alguns e ele me perguntou se sabia o que era, respondi que não.

Fiquei sabendo que as tais bolinhas fritas era formigas, do tipo chamado tanajura, que eram uma iguaria fina nas casas dos nordestinos. Não sei sobre o poder nutritivo dessas formigas, mas parece apenas alguma coisa torradinha, com sabor salgado. Depois de saborear esse salgadinho exótico fui convidado a provar da picanha e do queijo assado, esse sim uma iguaria de sabor muito bom.

Nessa curta temporada provei muitos pratos tipos do Nordeste e conheci muitas pessoas e fiquei impressionado com a alegria que recebem um visitante de outro estado e da simplicidade do povo e do gosto por festas. Pernambuco é o estado que mais conheço, fora o meu, e gosto muito de visita-los sempre que posso. 

Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Fonte da imagem: Blog do Ronaldo Cesar
Conheça o SHOPPING DO CATARINO
Cópias não permitidas - www.palavras.blog.br
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

Um comentário:

  1. Catarino, quando criança saíamos para pegar estas tanajuras ou içás como dizíamos.
    Tinha uma amiga que brigava por todas as formigonas que os amigos pegavam, queria só para ela, pois sua mãe torrava na frigideira com muito sal e ela se empanturrava de tanto comer aquilo.
    Eu, mesmo em criança, nunca consegui chegar perto daquilo para comer...
    Mas há gostos para tudo e conhecer outras culturas sempre é bom demais...
    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts