Crônica. O alarme dos quero-queros.

By
Crônica. O alarme dos quero-queros.

O quero-quero é uma ave típica da América do Sul, sendo encontrado desde a Argentina e a leste da Bolívia até a margem direita do baixo Amazonas e principalmente no Rio Grande do Sul, no Brasil, estado do qual, aliás, é considerado ave-símbolo oficial. Habita as grandes campinas úmidas e os espraiados dos rios e lagoas. Seu nome é muito apropriado, pois costumam defender seus ninhos com muitos gritos, sempre repetindo quero-quero. Também são chamados de sentinelas dos pampas, ninguém consegue passar despercebido e logo dão o alarme.

A história que vou contar aconteceu quando eu tinha uns sete ou oito anos. Meu pai era construtor e costumava trabalhar em fazendas para fazer banheiro de gado. Para quem não sabe banheiro de gado é uma espécie de piscina em formado estreito e cheio de água com remédios e o gado é forçado a passar nadando.

Meu pai estava construindo um desses banheiros em uma fazenda próxima da cidade e eu e meu irmão gostávamos de ir lá ver as obras. Todas as fazendas sempre têm muitos cachorros e está não era diferente. Quando estávamos chegando, logo que passamos a porteira os quero-queros começaram a dar o alarme e com isso os cachorros vieram correndo e latindo.

Ficamos com medo dos cachorros e a única alternativa era subir na porteira, pois não sabíamos se os cachorros eram brabos ou não. Os cachorros nem deram muita atenção para nós, passaram correndo e logo retornaram e nós pudemos seguir até a sede da fazenda e encontrar nosso pai. Depois desse dia os quero-queros continuaram a chamar os cachorros, mas não nos preocupava mais.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Conheça o SHOPPING DO CATARINO
Cópias não permitidas - www.palavras.blog.br
Protected by Copyscape Online Plagiarism Check

2 comentários:

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts