Política. Gasto com saúde abaixo da média mundial.

By
Crítica política. Gasto com saúde abaixo da média mundial.

Que a saúde no Brasil é negligenciada pelos governos todos sabemos, mas que o gasto era um dos menores do mundo foi divulgado agora. A notícia diz que o governo brasileiro destina uma das menores proporções de seu orçamento à saúde. Além disso, o setor no país ainda é pago em grande parte pelo cidadão. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS) que apresentou um diagnóstico completo do financiamento da saúde e mostrou que o custo pago pelo brasileiro é superior à média mundial.

Segundo os dados, famílias brasileiras ainda destinam mais recursos à saúde do que o governo que, em termos absolutos, destina a cada cidadão um décimo do que os europeus destinam. Dados da OMS apontam que 56% dos gastos com a saúde no Brasil vem de poupanças e da renda das pessoas. O número representa uma queda em relação a 2000, quando 59% dos gastos com saúde eram bancados pelas famílias de pacientes e planos de saúde.

Mesmo assim, a taxa é considerada uma das mais altas. Dos 192 países avaliados pela OMS, apenas 41 têm índices mais preocupantes do que o do Brasil. A proporção de gastos privados no Brasil é, em média, superior à de africanos, asiáticos e latino-americanos. Um brasileiro gasta quase duas vezes o que um europeu usa de seu próprio salário para saúde.

Considerando que a renda média dos brasileiros é inferior aos europeus este gasto pesa mais ainda, pois o que sobra mal dá para as outras despesas. A grande maioria da população não tem acesso à saúde, pois não tem como pagar e o sistema governamental é precário e não atende a demanda diária. 


Central Blogs

Fonte da Imagem: Ivan Cabral
Fonte: Zero Hora.

Um comentário:

  1. E isso sem falar da qualidade, das exigências dos planos de saúde, das dores de cabeça que muitas pessoas enfrentam na hora que precisam para algo mais sério.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts