Empregados domésticos e os direitos trabalhistas.

By
Crítica. Empregados domésticos e os direitos trabalhistas.

A Organização Mundial do Trabalho quer aprovar uma convenção em que os empregados domésticos terão todos os direitos trabalhistas que os outros trabalhadores têm.  Essa convenção pretende conceder horas extras, adicional noturno, adicional por insalubridade e seguro desemprego e o FGTS será obrigatório. Essa convenção vai causar muita polêmica.

Todos esses direitos farão aumentar o desemprego ou aumentar o emprego informal, pois admitir um empregado doméstico vai ser tão trabalhoso e caro que os empregadores irão desistir. Provavelmente irão surgir empresas que intermediarão essa mão-de-obra para facilitar a contratação. No prédio que moro a pessoa que faz a limpeza é terceirizada e tem que trabalhar em vários prédios para cumprir seu horário.

Igualar os direitos dos empregados domésticos com os demais trabalhadores é um pouco exagerado, pois um operário tem horário fixo para começar e terminar sua jornada, é supervisionado em seu trabalho e não ganha alimentação. Os empregados domésticos não tem controle de ponto, não são supervisionados em seu trabalho e ainda se alimentam por conta do empregador.

Eu tenho uma empregada que chega sempre atrasada, vive pedindo folga para cuidar disso e daquilo e sai sempre antes do horário, com esses novos direitos que mecanismos poderão ser usados para controlar o horário e o desempenho. Hoje já existe uma indústria de reclamatórias trabalhistas, mesmo quando pagamos todos os direitos ainda corremos o risco de sermos processados na Justiça do Trabalho, que nunca acredita no empregador e sempre dá razão ao empregado. Com essa nova lei eles irão dizer que têm horas extras a receber, mesmo que tenham ficado parados dentro de casa.

5 comentários:

  1. Olá Catarino

    Os legisladores não veem que empregados domésticos se tornam extensões das famílias.

    Com eles compartilhamos roupas, presentes e muitas outras vantagens que um trabalhador comum não tem.

    Só vão favorecer mesmo as empresas de trabalho temporário, que pagam menos de 50% ao empregado.

    Enfim, assim é o Brasil, não? Mas vai ter de mudar!

    ResponderExcluir
  2. sem falar na comida que a amaioria come feito animal

    ResponderExcluir
  3. Apontar as falhas é muito fácil, mas admitir que a maioria dos empregados domésticos são extremamente explorados pelos seus patrões, ninguém admite. Empregado doméstico é babá, é faxineiro, é eletricista, é encanador ect... ect... ect...
    Mas isso ninguém não ver, todos os patrões fazem vistas grossas.

    ResponderExcluir
  4. O duro é essa turma querendo se manifestar sem entender de nada. FAXINERIO , ELETRECISTA, ENCANADOR NÃO SÃO EMPREGADOS DOMÉSTICOS !!!!!! Vá se informar antes de vir defender a classe!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Q absurdo! Empregada domestica é quem mais merece todos esses direitos pois saímos para trabalhar e confiamos a elas nossa casa, filhos e etc. E qual a empresa não oferece refeição para seus funcionários? Se achar por bem desconte a refeição no salário da sua funcionária ou então vai vc cuidar dos serviços domésticos de sua casa para ver se é fácil...

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts