A Saúde do Homem e os cuidados com a Próstata.

By
A Saúde do Homem e os cuidados com a Próstata.

Os homens em geral não costumam ir ao médico e, por isso, vão sofrendo com alterações na saúde sem tratamento. Esse comportamento provoca muitas mortes, pois quando chegam aos hospitais pouco pode ser feito. O cuidado com a próstata é muito importante para a saúde do homem, no texto abaixo, publicado no jornal Zero Hora, traz informações importantes sobre as doenças que podem surgir a partir de problemas na próstata.

A partir dos 50 anos, uma condição torna-se bastante comum entre os homens, o crescimento da próstata. Esta pequena glândula, de apenas 15 gramas e responsável pela produção do esperma, chega a pesar de 30 a 120 gramas com o passar do tempo. Essa condição, chamada de hiperplasia prostática, é a doença mais comum na próstata. De acordo com estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) com mais de 10 mil homens em 11 estados brasileiros, 65% deles têm indícios de próstata aumentada. No mundo, o número chega a 72%.

— A hiperplasia prostática é um inchaço da glândula que obstrui parcial ou totalmente a uretra. A doença começa silenciosa, sem alardes, aumentando aos poucos a frequência de urinar. Com o tempo, pode causar dor e a sensação de que a bexiga nunca se esvazia. Casos graves levam o homem à retenção ou incontinência urinária ou até a insuficiência renal — explica o urologista Sandro Faria, do Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Vera Cruz.

Veja abaixo dez dicas sobre a condição, seu tratamento e prevenção:

1 — A chance de apresentar hiperplasia benigna dobra a cada década do homem. É a doença mais comum da próstata. A hiperplasia prostática prejudica a qualidade de vida do homem e muda sua rotina, afetando o desempenho no trabalho, no humor, no casamento, na vida sexual. O principal sintoma é o aumento da frequência para urinar.

2 — Algumas condições favorecem o crescimento da próstata: fatores genéticos, diabetes, obesidade e tabagismo. Ter uma vida saudável, com alimentação equilibrada e sem cigarro, podem ajudar a diminuir as chances de apresentar o problema. É importante também procurar o urologista com frequência após os 40 anos.

3 — O diagnóstico é feito pela história clínica e toque retal. O ultrassom e o estudo urodinâmico são necessários em alguns casos.

4 — A dificuldade, segundo o especialista, é que a hiperplasia benigna ainda é negligenciada.

5 — Há muitos casos de subdiagnóstico. Não temos dados estatísticos no Brasil, mas estima-se que, de seis milhões de pessoas que precisariam receber atenção ao problema, apenas 300 mil estão em tratamento — ressalta Faria.

6 — O crescimento da próstata não evolui para o câncer de próstata. São patologias concomitantes, como enfisema e câncer de pulmão.

7 — Não há nada comprovado que uma taça de vinho por dia ou alimentos como tomate e castanha ajudem a prevenir a doença na próstata.

8 — Casos mais leves são tratados com medicamento e, de acordo com o especialista, 30% dos pacientes precisam de cirurgia para reduzir o tamanho da próstata, que pode ser tradicional — de ressecção transuretral convencional para retirada fragmento da próstata pela uretra, ou a laser, que vaporiza a próstata.

9 — O tratamento mais avançado no Brasil atualmente é a cirurgia a laser, não invasiva, sem limite para o volume de próstata.

10 — O tratamento com laser verde é um avanço para pacientes com doenças do coração, que precisam utilizar drogas anticoagulantes e antes não tinham alternativas de cirurgia. Como o sangramento é mínimo, não há necessidade de suspender o medicamento.

Se gostou do post subscreva nosso FEED.
Fonte: Jornal Zero Hora. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts