Fazer o necessário já seria o suficiente.

By
crônica, palavras,

Eu tenho uma teoria que se cada pessoa fizesse sua parte, ou seja, cumprisse com o que lhe cabe, tudo seria melhor e todos teriam uma vida melhor. Observo que no trabalho, tanto na iniciativa privada, onde trabalhei por mais de 24 anos, quanto no serviço público, onde trabalho a quase 12 anos, as pessoas tentam de todas as maneiras transferir suas tarefas para outra pessoa ou fazer de forma incompleta.

Há um tempo, quando meu filho era bem pequeno, nós assistíamos o filme Mogli, o menino lobo. Na história o menino era criado pelos lobos que, por medida de segurança, decidiram que o menino tinha que ser enviado para a aldeia dos humanos. O urso foi encarregado de levá-lo e durante o caminho o urso cantava que na vida temos que querer somente o necessário. Parece uma frase boba, mas se fizermos somente o necessário já será suficiente, pois a maioria das pessoas faz menos que o necessário, porém todos querem o máximo, mesmo contribuindo com muito pouco.

Fazer o necessário é cumprir os contratos feitos, é agir de acordo com o esperado, como colocar o lixo no lugar certo e não jogá-lo em qualquer lugar e depois reclamar na prefeitura que o bairro ficou inundado. Fazer o necessário é colocar o cinto de segurança quando se viaja de ônibus, mesmo não tendo ninguém vigiando. São tantas coisas simples que não provocam nenhum transtorno ao serem cumpridas e, mesmo assim, não são realizadas.

Sócrates, o filósofo grego, dizia que temos que fazer o certo porque é certo e não por haver punição no caso do descumprimento ou prêmio por ter sido feito. Atualmente são tantas notícias de fraudes e falcatruas que parece que quem faz o certo é bobo e está sendo passado para trás.

Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts