Por que só há protestos contra o aumento das passagens de ônibus?

By
Opinião, Impostos, Política

Um fato que chama a atenção são os protestos contra os aumentos das passagens de ônibus urbanos. A intensidade, a grande participação, a violência empregada, são desproporcionais ao efeito que o aumento tem na vida dos cidadãos. O gasto com passagens dos trabalhadores não se altera com o aumento do valor das passagens, pois é descontando um percentual fixo de 6 %, quem é afetado é o empregador. Os trabalhadores autônomos têm como repassar o custo a maior no preço dos seus serviços.

Não há protesto contra o aumento da conta de luz, no ano passado tivemos, aqui no RS, um aumento de 36% e este ano dizem que vai subir mais 55%, além das tais bandeiras que podem cobrar um taxa extra de acordo com o consumo. Contra esses aumento não houve nenhum protesto e, no entanto, o efeito na vida dos cidadãos é enorme, pois tudo depende de energia elétrica e o custo maior é distribuído nos preços de todos os produtos e serviços.

O Governo Federal anunciou que vai incluir mais um imposto na gasolina que vai fazer o preço aumentar por volta de 7%, na prática ou aumento é sempre maior que o previsto. O preço da gasolina é altamente inflacionário, não adianta dizer que quem não tem carro não precisa se preocupar, todos são afetados. Além disso a quantidade de automóvel em poder dos cidadãos cresce todo dia, aqui no RS já é um carro a cada dois cidadãos.

Vivemos em um país totalitário, disfarçado de democrático, em que não temos nenhum direito, o governo cobra o que quer e temos que obedecer. Quando as eleições são realizadas, e dão uma falsa impressão de que o povo pode mudar alguma coisa, os mesmos governantes são eleitos e quando muda algum faz pior do que o anterior fazia. Os protestos de 2013 já foram esquecidos e manifestar-se contra o aumento do valor da passagem urbana não é suficiente para mudar os rumos da economia do Brasil e, consequentemente, a vida dos brasileiros. 

A cada dia ficamos mais pobres, inclusive ontem foi noticiado que 1% da população detém 50% de toda a riqueza do mundo, enquanto os outros 99% dividem os outros 50%, porém não em partes iguais. Com a política de impostos aplicados pelo nosso governo o Brasil está ajudando para que essa diferença aumente cada dia mais, logo seremos um País de miseráveis.

Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts