Você cuida o que diz, ou publica, nas Redes Sociais?

By
Você cuida o que diz, ou publica, nas Redes Sociais?

Eu estava lendo as notícias no site do Tribunal Superior do Trabalho e me chamou a atenção sobre o uso, como prova em processos trabalhistas, de publicações feitas nas redes sociais. As empresas usam o que seus empregado publicam como prova de defesa ou de acusação, por isso a participação nas redes sociais deve ser analisada para ver se não fere alguma norma da empresa ou expõe algum fato que venha a prejudicar a pessoa em sua relação trabalhista.

Já é certo que as empresas usam os perfis nas redes para confirmar o que o candidato a emprego diz na entrevista, nas redes sociais as publicações são espontâneas e, por isso, mais próximas da verdade. Na entrevista o candidato tenta dizer o que, em seu entender, irá lhe beneficiar no sentido de ser escolhido para vaga.

Outro fato importante que aprendi é que é possível autenticar, em cartório, uma publicação feita na internet. O interessado vai ao cartório, o cartório acessa a página, imprime o conteúdo e autentica como verdadeira, assim, mesmo que a pessoa retire a publicação do site, o documento continuará tendo valor.

Na notícia lida no site do TST é contado o caso de um empregado que apresentou um atestado de 10 dias de afastamento ao trabalho, por necessitar de repouso absoluto para recuperação da saúde. Esse empregado aproveitou o tempo para viajar com a família para uma estação termal e, de lá, publicava todas as atividades que realizava. Com as provas apresentadas pela empresa o atestado foi revogado e o empregado perdeu o emprego.

Além dos riscos trabalhistas há, também, riscos pessoais em publicar fatos, dados ou acontecimentos da vida pessoal ou familiar, pois os golpistas podem aproveitar disso para realizar diversos crimes, inclusive de sequestro.

Por tudo isso é sempre importante que as publicações sejam feitas com censura prévia. O texto ou fato deve ser analisado para ver se não é ofensivo ou revelador em excesso. Um exemplo é a notícia de um caso em que uma servidora pública, num momento de desabafo, publicou que o prefeito, da prefeitura onde trabalhava, era sujo e os chefes que ele escolhia eram ladrões e corruptos, com isso a servidora foi chamada à justiça para provar o que havia dito.

Se gostou do post subscreva nosso FEED. 
Cópias não permitidas www.blogdocatarino.com

Um comentário:

  1. Muito bom o texto Catarino. Eu sempre tomei cuidado com o que publiquei nas redes sociais.
    Penso que muita gente não percebe o quanto suas vidas estão sendo expostas. Talvez pensem que o que publicam apenas amigos olham.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião, ela é muito importante para nosso trabalho.

Popular Posts